Comunidade quilombola, em Bezerros, recebe projeto social em comemoração ao mês das crianças

O Grupo do Recife vai levar brinquedos e cestas básicas para distribuir no local

 

Será realizado, no próximo domingo (21), uma ação social voltada para a comunidade Quilombola Sítio Guaribas de Baixo, localizada em Bezerros, no Agreste de Pernambuco. Serão entregues brinquedos para 75 crianças, além de um dia com diversas atividades e brincadeiras. As famílias também serão beneficiadas com uma cesta básica cada uma.

O Grupo Irradiou – Foto: Divulgação

A ação é do Grupo Irradiou, do Recife, que já existe há dois anos e realiza doações de sopa, roupas e kits de higiene pessoal aos moradores de rua no Centro da Capital Pernambucana.

“Nosso trabalho principal, além de entregar alimentos e kits de higiene, é humanizar todo o processo, dar ouvidos para as histórias deles, ajudar eventualmente com alguma medicação, fralda geriátrica, entender o que eles precisam e trabalhar esse empoderamento. Lembrá-los dos direitos que eles têm dentro da sociedade e informá-los sobre as medidas cabíveis para determinadas situações. Vemos muitos jovens nas drogas e sempre somos pacientes para tentar trocar a droga por alimentos, kits, roupas”, explicou um dos idealizadores do projeto, Diogo Fernandes.

Esta não será a primeira vez que o Grupo Irradiou saiu da Região Metropolitana do Recife. Em outubro de 2017, eles também estiveram no município de Bezerros arrecadando alimentos, roupas, fraldas e materiais de higiene para o Asilo Nossa Senhora do Rosário.

“Sempre procuramos os lugares mais necessitados e depois da indicação de uma companheira de ações, decidimos que, neste mês de outubro, a ação voltada para o dia das crianças será na comunidade Quilombola Sítio Guaribas de Baixo, devido a imensa necessidade que eles têm diariamente. Montamos um plano ousado para as 75 crianças e 45 famílias do local. Estamos super ansioso”, revelou Diogo.

História – O Grupo Irradiou foi criado por três amigos, após um deles ter arrecadado alimentos no mês do seu aniversário e doado para um asilo de Olinda. A primeira ação oficial foi realizada no CISAM, onde foram arrecadados potes de vidro para o armazenamento de leite materno.  Posteriormente, eles começaram a fazer como ação principal doação de sopa para os moradores de rua do Centro do recife.

Além da sopa e outros alimentos, um diferencial do grupo foi a entrega de roupas e um kit de higiene pessoal, que acontece em todas as ações. O kit é composto por creme dental, escova de dente, shampoo, desodorante e absorvente para mulheres. “A intenção do kit é fazer com que os beneficiados se sintam com um pouco mais de dignidade. Eles realmente amam os kits”, disse a voluntária do Grupo, Marina Ferreira.

Além das ruas, o Grupo Irradiou realiza ações e doações em lugares fechados, como:  creches, asilos e casas de apoio. Eles realizam as atividades uma vez por mês. O grupo não tem vínculo partidário ou religioso e durante todo esse período, sempre sobreviveu através de doações de amigos  e de pessoas voluntárias que foram conhecendo o projeto através do compartilhamentos nas redes sociais.

“Estamos obtendo sucesso e atraindo novos voluntários, mas ainda precisamos muito de ajuda para ampliar nossas campanhas. Nossa página no instagram é @grupoirradiou. E a pergunta que sempre fazemos a todos que encontramos é: “Vamos fazer o bem?”.  Esse é o nosso maior desejo, levar o bem para o máximo de pessoas e trocar sorrisos e histórias, do sertão ao litoral”, finalizou o outro idealizador do Irradiou, Uirandê Souza.

Para doações e informações, o número de telefone disponível é: (81) 9.8732.8971

 

Serviço:

Ação Social de mês das Crianças do Grupo Irradiou

Data: 21.10.2018 (domingo)

Horário: 9h às 14h

Local: Comunidade Quilombola Sítio Guaribas de Baixo (Bezerros-PE)

 

Conceição Ricarte
Jornalista

 

Leia Mais



DEPOIMENTO SENHORINHA TELES

De Roberto Cortez, Recife-PE

Sr. Redator,

Não tenho nenhuma intenção fazer apologia a tortura. Quem bate, algumas vezes não sabe porque esta fazendo aquilo, mas, quem apanha, sempre, sabe porque esta sofrendo. Em todas as guerras, ao final, tem um ganhador e um dominado. Infelizmente numa Guerra ou Guerrilha não ha espaço pra compaixão. A senhorinha Teles, se seu depoimento é verdadeiro, sabia dos riscos de ser guerrilheira e terrorista. Quantos “Soldados Kozel” foram explodidos e outros tantos, covardemente assassinados, dormindo, pela senhora e ou seu grupo? Se sobreviveu, houve quem se apiedou, deixou que ficasse como “fiel” das ações, para desencorajar outros interessados ou julgo-a de pequeno poder ofensivo.
O mesmo aconteceu, em maior ou menor grau, aos seus companheiros de jornada, Prestes, Dilma- codinome Estela, Carlos Araujo- codinome Max, Dirceu, Genoino, Lamarca, Julião, Arraes, etc. Ao Brilhante Ustra, que ja não esta entre nós, e muitos outros PATRIOTAS, OBRIGADO pelo país ser hoje uma democracia e a senhorinha Teles poder depor em campanha de Presidência da República, por e para um partido de sua ideologia e com toda liberdade. Assim como, tambem, é possivel, foi indenizada e ou recebe pensão pela Comissão de Anistia. Resta indagar se a senhorinha Teles e sua turma, tivessem ganho, será que estariamos discutindo politica e eleições livremente?
TORTURA  é a perda do filho, quando, além de tomarem o celular, enfiam uma bala na cabeça dele. TORTURA é, a sua mãe, ter que esperar uma cirurgia marcada para 24 meses depois e perder a vida em 8 meses. TORTURA é ver todo seu grupo familiar ir, paulatinamente, perdendo os empregos e vc ter que mendingar alimentos e ficar sem energia por não ter como pagar a conta. TOUTURA é o que passa a mãe do Sd. Kozel, que não teve o que enterrar. TORTURA é ver que o seu imposto esta sendo vilipendiado pelos mesmos que professam ideologias da senhorinha Teles. Quando ganhamos experiência e idade cronologica nossos rostos e palavras emocionam por ficarem “doces”. Gostaria de poder ver e conhecer a ALMA da senhorinha Teles!

Com toda a minha sinceridade, Roberto, depois de ter lido um desabafo desta magnitude, posso dizer que a partir de agora posso morrer feliz…

Atenciosamente,

Cláudio de Melo Silva

Leia Mais



Fim de semana com caminhada ecológica, oficinas e palestras no Jardim Botânico do Recife e EcoNúcleo Jaqueira

A programação promovida pela Prefeitura do Recife é gratuita e contempla adultos e crianças
 
Quem estiver procurando diversão, conhecimento e, ainda, entrar em conexão com a natureza neste final de semana, a pedida é visitar o Jardim Botânico do Recife (JBR), na Zona Oeste, e o Econúcleo Jaqueira, na Zona Norte. Os equipamentos de educação ambiental da Prefeitura do Recife estarão com uma programação que contam com atividades lúdicas e ecológicas para adultos e crianças, que vão desde oficinas até trilha ambiental.
 
No sábado (20), no JBR os visitantes poderão conferir a caminhada ecológica pelos jardins. A trilha começa às 9h30 e proporcionará ao visitante a experiência da caminhada dentro da Mata Atlântica aproveitando de maneira tranquila e educativa o meio natural. Além disso, irão conhecer os jardins de cactos e o jardim sensorial que possibilitará o contato com várias texturas, odores e sabores. A trilha se encerra com uma visita ao orquidário que abriga um acervo científico com mais de 250 espécimes de orquídeas catalogadas e registradas.
 
A diversão continua no domingo (21), com a oficina de percussão corporal. A atividade, direcionada a pessoas de todas as idades, começa às 11h e nela, os visitantes irão participar de uma experiência musical através de gestos e movimentos corporais produzindo os sons da natureza. No mesmo dia, quem quiser conhecer mais sobre os projetos desenvolvidos pelo Jardim Botânico do Recife (JBR) que contribuem para o combate às desigualdades sociais, poderá participar da palestra sobre: Jardinagem e sua importância social na geração de emprego e renda. A atividade, que faz parte da Semana Municipal de Ciência e Tecnologia, vai rolar a partir das 10h e é gratuita. Para participar, basta chegar com antecedência no JBR e garantir uma das 30 vagas.
 
Já quem preferir curtir o final de semana no Econúcleo Jaqueira poderá conhecer mais sobre cultivo de plantas, características dos grupos vegetais, conservação e seu uso na culinária e artesanato, dentre outros tópicos. A ação, que acontece sábado (20), das 09h às 12h, é organizada pela UFRPE e contará também com um mural interativo sobre os diferentes biomas presentes em Pernambuco e estande fotográfico sobre evolução de grupos vegetais como: briófitas, gimnospermas e samambaias. No mesmo dia, os visitantes também poderão conferir a esquete teatral “O monstro do esgoto” apresentada pelo grupo Luau-Proativa. O espetáculo, direcionado ao público de todas as idades, abordará os temas de poluição das águas, descarte correto dos resíduos sólidos e sustentabilidade. A atividade também é gratuita e tem início às 15h30.
 
No domingo (21), o Econúcleo Jaqueira abre suas portas para quem quiser participar da oficina de hortas caseiras com trilha ambiental, a partir das 10h. A atividade mostra as técnicas de plantio e como usar materiais recicláveis para realizá-lo em casa, desde o cultivo da semente até o desenvolvimento da planta. Após a prática, os participantes fazem uma breve caminhada entre as árvores conhecendo as espécies e se conectando com a natureza.

Confira a programação completa dos Econúcleos neste fim de semana:

Jardim Botânico,
Sábado (20)

09h – Embolada da Coleta Seletiva

09h30 –  Caminhada Ecológica aos Jardins (Orquidário, Sensorial, Cactário) Visita Guiada com monitoria (inscrição na portaria – 10 a
30 pessoas)

11h – Oficina de Percussão Corporal

13h30 – Vozes do Meio “Sarau Ambiental”

14h10 – Jogo Recife Sustentável

15h – Com pet ao meio: oficina de percussão com garrafa PET + percussão corporal

Domingo
(21)

09h – Vozes do Meio “Sarau Ambiental”

10h30 Oficina de criação literária: natureza poética

11h – Com pet ao meio: oficina de percussão com garrafa PET + percussão corporal

13h30 – Embolada “Um Pé de Quê?

14h – Caminhada Ecológica aos Jardins (Orquidário, Sensorial, Cactário) Visita Guiada com monitoria (inscrição na portaria- 10 a 30
pessoas)

15h – Oficina de criação literária: natureza poética

Jardim Botânico do Recife

BR ­232, km 7,5 – Curado

De terça a domingo, das 9h às 15h30

Entrada gratuita

Econúcleo Jaqueira,
Sábado
(20)

09h às 12h – Exposição UFRPE

14h – Trilha Cantada

15h – Oficina de mudas: terra e vida

16h – Mesa Sonora: vivências ambientais musicais

Domingo,
(21)

09h – Meditação com o grupo Sahaja Yoga

10h – Trilha Ambiental + oficina de hortas caseiras

11h – Torneio de jogos digitais

14h00 – Apresentação do espaço sustentável + oficina de vermicompostagem
+ trilha ambiental

15h00 – Torneio de jogos digitais

16h – Oficina sensorial com plantas medicinais

Econúcleo Jaqueira

R. do Futuro, 959 – Jaqueira

De quinta à domingo, das 9h às 17h

Entrada gratuita

Leia Mais



O PERIGO DE SE CRIAR GATOS NO DOMICÍLIO

De Cláudio de Melo Silva – Olinda/PE

O Jornal do Commercio de ontem, 18/10, trouxe uma matéria de capa sobre a proliferação de gatos abandonados na Avenida Beira Rio, local conhecido para a prática de atividade física. Muitos possuem esses felinos como bicho de estimação dentro de casa ou apartamento. Mas quando descobrem que eles podem ser transmissores de doenças, abandona-os nesse e em outros locais, ao invés de contactar a prefeitura para lhes dar um destino melhor. Os gatos realmente são uma graça, mas precisam ter um espaço próprio, principalmente na hora de dormir. Quem divide a cama com um animal de estimação muitas vezes desconhece o risco que corre. De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade da Califórnia, os animais domésticos podem transmitir mais de 100 doenças para os humanos.

A pesquisa revela ainda que aquele que fica em contato muito próximo com gatos pode contrair uma doença causada pela bactéria Bartonella, que pode danificar o fígado e os rins. Em casos raros, os animais de estimação também podem transmitir ainda a super bactéria MRSA, resistente a alguns tipos de antibióticos. A infectologista do Hospital Nossa Senhora das Graças, Viviane Maria de Carvalho Hessel Dias, cita outras doenças: “Os gatos podem transmitir diferentes tipos de micoses. E os donos de felinos podem ainda contrair a doença da arranhadura do gato. É uma bactéria que entra no nosso corpo por meio do corte feito pelas unhas do animal e pode causar febre e gânglios nas axilas”.

Maria Alenita de Oliveira, pneumologista do Hospital Beneficência Portuguesa, lembra que os gatos podem ser hospedeiros de doenças graves, como leptospirose. “O animal pode pisar em locais contaminados e passar a enfermidade para o dono”. Outras doenças citadas pela médica são a raiva e a escabiose, conhecida como sarna. Quem já apresenta sintomas de rinite e alergia pode ter o problema agravado ao ter contato com gatos. Segundo a CCM Saúde – Ccm.net, algumas pessoas podem sofrer de sintomas alérgicos como espirros, inchaço das pálpebras dos olhos e até asma quando entram em contato com gatos. Isso acontece por conta de uma proteína chamada glicoproteína. O problema tem tratamento, mas não pode ser curado totalmente.

A minha esposa teve conhecimento do caso de um senhor que ficou cego através do pelo do gato de estimação. Segundo o site “Médico Responde”, O pelo do gato não cega, mas sim uma doença que ele transmite: a toxoplasmose. Ela é causada por um parasita chamado toxoplasma, que se transmite por meio das fezes dos felinos. O pelo do gato pode estar sujo dessas fezes e a pessoa que entra em contato com esses pelos contaminados pode desenvolver a chamada toxoplasmose ocular, que é quando o parasita se aloja na retina, provocando alterações visuais. A melhor medida, nesse e em outros casos, é não possuir um gato em casa. Falando em gato lembrei da música “Negro Gato”, que é uma versão da música“Three Cool Cats”, da dupla Leíber/Stoler. A versão brasileira foi feita por Getúlio Cortes e gravada por Roberto Carlos, e muito depois por Marisa Monte que lhe deu uma nova roupagem. Confiram no clipe abaixo. Bom final de semana para todos, longe dos gatos!

https://www.youtube.com/watch?v=OjaWxl1lkF8

Marisa Monte – Negro Gato

www.youtube.com

www.youtube.com/conexaompbwww.facebok.com/

conexaompbwww.twitter.com/conexao_mpb

 

Leia Mais



Seis curiosidades do setor rodoviário

São Paulo, outubro de 2018 – O setor rodoviário é um dos mais antigos no Brasil. Seu desenvolvimento iniciou no século XX em decorrência do crescimento da indústria automobilística e, atualmente, é o modelo de transporte mais utilizado – e democrático – do país.

Hoje, com cerca de 1,8 milhão de quilômetros de rodovias, a quarta mais extensa do mundo, o sistema atende a todos os públicos e é o modelo de transporte pago que chega a mais lugares em território nacional e, por isso, também é o que mais transporta passageiros no país.

A ClickBus, plataforma líder em vendas online de passagens rodoviárias, listou seis curiosidades do setor. Confira:

– No Brasil atualmente existem mais de 4.000 rodoviárias;
– Atualmente são mais de 150 viações circulando no país;
– O setor vende 160 milhões de passagens por ano, 79% a mais que o setor aéreo doméstico;
– O terminal rodoviário mais movimentado do Brasil é o Terminal Rodoviário Tietê, em São Paulo, com uma média de movimentação diária de mais de 60 mil passageiros;
– A primeira rodoviária do Brasil foi criada em Vacaria (RS), na década de 30;
– A rota mais longa que uma pessoa pode fazer viajando de ônibus pelo país é de Pelotas (RS) à Fortaleza (CE) com 4.530 quilômetros, que leva de três a cinco dias para ser percorrida;

Sobre a ClickBus:

Líder em inovação do setor rodoviário, a ClickBus é o principal agente de mudança de comportamento de compra de passagens de ônibus no Brasil, trabalhando de forma ativa em todas as pontas do ecossistema digital para facilitar a vida de quem viaja de ônibus: como um agregador (GDS), uma plataforma online (OTA) e operador de sites de empresas de ônibus e rodoviárias (Gestor de Whitelabel). Com mais de 130 empresas em seu portfólio que levam para mais de 4 mil destinos, a plataforma trabalha como um facilitador entre os viajantes e empresas de ônibus. Até o final de 2017, vendeu online mais de 6 milhões de passagens rodoviárias.

NR-7 Comunicação

 

Leia Mais