Interior de Pernambuco ganha destaque em premiação do Idepe 2019

Nesta quarta-feira (23), foram divulgados o resultado do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica de Pernambuco (Idepe), com premiações para os destaques, em sua maior parte do interior do estado. Pernambuco ganha evidência nacional por sua constante crescente no Idepe e no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), sendo o único estado do Brasil, nos últimos 12 anos, que evoluiu em todas as edições, batendo as metas estabelecidas pelo Ministério da Educação (MEC), atingindo 4,5 de nota. Atualmente, Pernambuco tem o menor índice de abandono escolar do Brasil, registrando 1,5%. 

O governador Paulo Câmara (PSB) destacou a importância do desempenho que o estado vem alcançando nos últimos anos no Idepe. “De 2007 para cá vemos como é possível implementar sementes e, com pouco mais de dez anos, já deu frutos que Pernambuco vem colhendo com muita satisfação e sendo referência hoje no Brasil em educação pública de qualidade que alcança metas todos anos.”, afirmou. 

Devido à pandemia de covid-19, a cerimônia precisou ser realizada de forma online, com transmissão pelo canal do governo de Pernambuco no Youtube. Na ocasião, o governador de Pernambuco também reforçou que, mesmo tendo aulas remotas, o governo entende o impacto da Covid-19 na educação do estado. “Vamos buscar correr atrás do prejuízo dessa paralisação. Mesmo com as aulas remotas, a gente sabe que não é a mesma coisa, mas que possamos continuar aplicando aqui em Pernambuco essa política de estado que perpassa, com certeza, governos.”, reforçou.

Os números do Idepe são divulgados anualmente sendo um dos eventos mais importantes do calendário da educação pública de Pernambuco e tem como objetivo valorizar o trabalho das escolas, Gerências Regionais de Educação (GREs) e municípios que obtiveram bons desempenhos educacionais. Gestores, professores e estudantes das Redes Municipais e da Rede Estadual acompanharam, virtualmente, a cerimônia que trouxe premiações para regiões do Agreste ao Sertão do estado.

CONHEÇA 

O prêmio Idepe foi criado em 2015 para reconhecer os melhores colocados em cada categoria dos índices. Para calcular as notas e percentuais é utilizado resultados do indicador estadual são calculados com base no Sistema de Avaliação da Educação Básica de Pernambuco (SAEPE), que mede anualmente o grau de domínio dos estudantes nas habilidades e competências consideradas essenciais em cada período de escolaridade avaliado, além de ser uma importante ferramenta para a gestão escolar.

A seguir, veja os três primeiros colocados em cada categoria no Idepe: 

Escolas estaduais: ensino médio

1º lugar – Escola João Rodrigues Leite, em Carnaubeira da Penha, com nota 7,6

2º lugar – Erem Capitão Nestor Valgueiro de Carvalho, em Floresta, com nota 7,57

3º lugar – Erem João Batista de Vasconcelos, em Tacaratu, com nota 7,46

Escolas estaduais: anos finais do Ensino fundamental

1º lugar – Escola Tomé Francisco da Silva, em Quixaba, com nota 7,52

2º lugar – Escola Inocêncio Correia Lima, em Ibimirim, com nota 7,46

3º lugar – Escola Joaquim Guedes Correira Gondim Neto, em Ibimirim, com nota 7,25

Anos finais: ensino fundamental

1º lugar – Grupo Escolar Barra Azul, em Bonito, com nota 8,24

2º lugar – Escola Intermediária Manoel de Queiroz Lima, em Bonito, com nota 7,68

3º lugar – Escola Municipal Bernardo Sayão, em Bonito, com nota 7,54

Escolas municipais: anos iniciais do ensino Fundamental

1º lugar – Escola Municipal Professora Janaína Mércia Freire Silva, em Custódia, com nota 9,11

2º lugar – Escola Municipal Fortaleza, em Triunfo, com nota 8,90

3º lugar – Grupo Escolar Barra Azul, em Bonito, com nota 8,68

Leia Mais



PNAD-Covid de Pernambuco é divulgada

pnad

A pesquisa do IBGE também mostra o resultado de outros estados e do Brasil

Em agosto, segundo dados da PNAD COVID19, 0,6% dos pernambucanos apresentaram sintomas conjugados da Covid-19, como perda de cheiro ou sabor; tosse, febre, dificuldade para respirar; febre, e dor no peito. Mas os números ainda impactam na taxa de 15,3%  de desocupação divulgados nesta quarta-feira (23), que apontam os efeitos da pandemia na população pernambucana. A média do Nordeste é de 15,7%.

O afastamento do trabalho devido ao distanciamento social reduziu bastante de março para agosto, porém os abalos ainda são sentidos, de acordo com os dados do IBGE. Em Pernambuco, 69 mil pessoas ocupadas deixaram de receber remuneração e uma parte do setor público (municipal e estadual) foi atingida: 12,4% dos empregados do setor público sem carteira assinada foram afastados do trabalho neste período. 

Em Pernambuco, a média de horas trabalhadas pelos pernambucanos foi de 33 horas por semana, mas, para 74,2% dos trabalhadores, não houve qualquer alteração na jornada semanal. Ao todo, 25,9% das pessoas ocupadas tiveram rendimento menor do que o normalmente recebido no Estado. A renda média chegou a R$ 1,636, parecida com as rendas do Rio Grande do Norte, Paraíba e Sergipe, um pouco melhor, contudo, do que a da Bahia e do Ceará. Ainda de acordo com dados da PNAD, No Estado, 56,4% dos pernambucanos receberam o Auxílio Emergencial de R$ 600.

No Estado, os maiores números da ocupação estão em extremos: com quem trabalha por conta própria (1.013 mil) ou com carteira assinada (1.024 mil). “Estamos ampliando os testes da Covid, os casos estão em estabilidade no Estado, o que nos dá um pouco de alívio, porque todos nós estávamos angustiados e trabalhar com medo é a coisa pior do mundo, todos que trabalham sabem disso. Mas todos nós, do governo estadual, estamos acertando, às vezes errando, porque ninguém é perfeito, mas estamos fazendo o que está ao nosso alcance para gerar mais trabalho para os pernambucanos. Retomamos a intermediação da mão de obra pelas Agências do Trabalho, com apoio dos nossos servidores e eu tenho esperança que vamos ver o sorriso voltar ao rosto de muitas pessoas”, disse o secretário Alberes Lopes.

Brasil – Segundo os resultados da PNAD COVID19, a taxa de desocupação no Brasil aumentou em 0,5 pontos percentuais de julho para agosto. Saiu de 13,1% para 13,6%. A taxa em agosto foi maior que em julho no Norte, Nordeste e Sudeste, permaneceu sem mudanças no Centro-Oeste, e caiu apenas na Região Sul. Os valores das taxas de desocupação, em ordem decrescente, em agosto, foram: Nordeste (15,7%), Norte (14,2%), Sudeste (14,0%), Centro-Oeste (12,2%), e Sul (10,0%).

Leia Mais



Governo de Pernambuco anuncia os destaques do Prêmio Idepe

Ao todo, 42 certificados foram entregues em cerimônia no Palácio do Campo das Princesas 

O Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Educação e Esportes, anunciou, nesta quarta – feira (23), os vencedores do Prêmio Idepe, o mais importante do calendário anual da pasta. A ideia do prêmio é valorizar as escolas, Gerências Regionais de Educação (GREs) e municípios que obtiveram bons desempenhos educacionais no Estado. Ao todo, foram entregues 42 certificados a quem se destacou no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica de Pernambuco. Desses, 12 certificados são para os municípios, 06 para as escolas municipais, 06 para as GREs e 18 para as escolas estaduais. A cerimônia aconteceu no Palácio do Campo das Princesas com  a presença do governador Paulo Câmara, do secretário de Educação e Esportes, Fred Amancio, do presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Natanael José da Silva, e de José Patriota, da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe). A solenidade foi em versão reduzida por conta do novo coronavírus e transmitida online.

“A educação de Pernambuco não vai se desenvolver de uma maneira isolada. É preciso integração e uma visão muito estratégica dentro das peculiaridades de cada região, mas dentro de uma visão de gestão, onde o trabalho integrado dos gestores, professores, alunos e o poder público possam fazer a diferença. Isso já acontece de maneira muito organizada em muitas regiões. O Pajeú é um exemplo disso, que há tantos anos tem resultados excepcionais na área de educação. E isso está acontecendo também em outras regiões. Isso é o que tem feito diferença na educação pública de Pernambuco. Hoje, com a entrega das premiações, não apenas dos melhores resultados, mas também das maiores evoluções, a gente vê que as coisas estão dando certo em outras regiões que ainda precisam melhorar muito, mas que já estão com um nível de avanço positivo, mostrando que mais na frente vão estar no patamar que a gente quer para cada região de Pernambuco. Ainda temos muito o que fazer na educação de Pernambuco, mas o caminho trilhado há pouco mais de dez anos com uma política pública de consistência, com gestão, com foco no ensino integral e com foco no aprendizado e nas condições de trabalho tem surtido os resultados necessários. Nossos alunos estão de parabéns. Eles estão vendo que com educação é possível atingir seus sonhos e conquistar o mundo. Muitos já foram ganhar o mundo e muitos outros vão estar preparados para os desafios do mundo moderno”, disse o governador Paulo Câmara.

Os números do Idepe de 2019 apontam que a média do Ensino Médio em Pernambuco ficou em 4,7, ou seja, um pouco maior que a média do Ideb, divulgada na semana passada pelo Ministério da Educação. “As escolas evoluíram como um todo no Estado. Claro que todos os anos há as escolas que se destacam, mas todos os anos também temos novas escolas chegando ao primeiro lugar, sejam elas estaduais ou municipais. A Mata Sul é um exemplo de uma região onde os municípios, como um todo, apareceram nas categorias de crescimento. Foi a região que mais cresceu”, disse o secretário de Educação e Esportes, Fred Amancio.

O secretário destacou, ainda, a evolução nas escolas estaduais no Ensino Médio, apontada pelo Idepe. Em 2019, apenas 13 escolas tiveram média menor que 3,0, ou seja, uma redução de 98% em relação a 2008, quando a média era de 575 escolas. O Idepe apontou, ainda, oito escolas estaduais do Ensino Médio com média acima de 7,0.

Confira abaixo a lista dos vencedores:

:: Escolas da Rede Municipal com melhores resultados do Idepe nos ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

3º Lugar: GRUPO ESCOLAR BARRA AZUL, do município de BONITO – Idepe: 8,68

2º Lugar: ESCOLA MUNICIPAL FORTALEZA, do município de TRIUNFO – Idepe: 8,90

1º lugar: ESCOLA MUNICIPAL PROFESSORA JANAÍNA MÉRCIA FREIRE, do município de CUSTÓDIA – Idepe: 9,11

:: Escolas da Rede Municipal com melhores resultados do IDEPE nos ANOS FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

3º Lugar: ESCOLA MUNICIPAL BERNARDO SAYÃO, do município de BONITO – Idepe: 7,54

2º Lugar: ESCOLA INTERMEDIÁRIA MANOEL DE QUEIROZ LIMA, do município de BONITO – Idepe: 7,68

1º lugar: GRUPO ESCOLAR BARRA AZUL, do município de BONITO – Idepe: 8,24

:: Os três municípios com maior crescimento no Idepe nos ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

3º Lugar: município de LAGOA GRANDE – crescimento de 23,11%

2º Lugar: município de MARAIAL – crescimento de 26,10%

1º Lugar: município de MACHADOS – crescimento de 28,50%

:: Os três municípios com maior crescimento no Idepe nos ANOS FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

3º Lugar: município de PESQUEIRA – crescimento de 21,57%

2º Lugar: município de TUPANATINGA – crescimento de 27,16%

1º Lugar: município de ÁGUA PRETA – crescimento de 30,72%

:: Os três municípios com melhor Idepe nos ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

3º Lugar: município de BONITO – Idepe: 7,35

2º Lugar: município de CARNAÍBA – Idepe: 7,47

1º Lugar: município de MACHADOS – Idepe: 7,75

:: Os três municípios com melhor Idepe nos ANOS FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

3º Lugar: município de BONITO – Idepe: 6,14

2º Lugar: município de PANELAS – Idepe: 6,41

1º Lugar: município de MACHADOS – Idepe: 6,73

:: Escolas da Rede Estadual com maior crescimento do Idepe nos ANOS FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

3º Lugar: ESCOLA INOCÊNCIO CORREIA DE LIMA, do município de IBIMIRIM, da Gerência Regional de Educação Sertão do Moxotó Ipanema – crescimento de 32,3%

2º Lugar: ESCOLA ANTÔNIO NUNES DOS SANTOS, do município de PETROLINA, da Gerência Regional de Educação Sertão Médio São Francisco – crescimento de 34,1%

1º Lugar: ESCOLA JOAQUIM RIBEIRO DA ROCHA, do município de SÃO CAETANO, da Gerência Regional de Educação Agreste Centro Norte – crescimento de 59,1%

:: Escolas da Rede Estadual com maior crescimento do Idepe no ENSINO MÉDIO

3º Lugar: ESCOLA DOM JOSÉ LAMARTINE SOARES, do município de BEZERROS, da Gerência Regional de Educação Mata Centro – crescimento de 46,7%

2º Lugar: ESCOLA DOUTOR ALÍPIO LUSTOSA, do município de BELÉM DE SÃO FRANCISCO, da Gerência Regional de Educação do Submédio São Francisco – crescimento de 59,5%

1º Lugar: ESCOLA DE REFERÊNCIA EM ENSINO MÉDIO CENTRAL BARREIROS, do município de BARREIROS, da Gerência Regional de Educação Mata Sul – crescimento de 66,5%

:: Escolas da Rede Estadual em parceria com melhores resultados do Idepe nos ANOS FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

3º Lugar: COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR DE PETROLINA – ANEXO I, do município de PETROLINA, da Gerência Regional de Educação Sertão do Médio São Francisco – Idepe: 7,17

2º Lugar: ESCOLA DE APLICAÇÃO PROFESSORA IVONITA ALVES GUERRA, do município de GARANHUNS, da Gerência Regional de Educação Agreste Meridional – Idepe: 7,60

1º Lugar: ESCOLA DE APLICAÇÃO DO RECIFE – FCAP UPE – do município de RECIFE, da Gerência Regional de Educação Recife Sul – Idepe: 8,11

:: Escolas da Rede Estadual em parceria com melhores resultados do Idepe no ENSINO MÉDIO

3º Lugar: COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR DE PETROLINA – ANEXO I, do município de PETROLINA, da Gerência Regional de Educação Sertão do Médio São Francisco – Idepe: 6,40

2º Lugar: ESCOLA DE APLICAÇÃO PROFESSORA IVONITA ALVES GUERRA, do município de GARANHUNS, da Gerência Regional de Educação Agreste Meridional – Idepe: 7,00

1º Lugar: ESCOLA DE APLICAÇÃO DO RECIFE – FCAP UPE – do município de RECIFE, da Gerência Regional de Educação Recife Sul – Idepe: 7,61

:: Escolas da Rede Estadual com melhores resultados do Idepe nos ANOS FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

3º Lugar: ESCOLA JOAQUIM GUEDES CORREIA GONDIM NETO, do município de IBIMIRIM, da Gerência Regional de Educação Sertão do Moxotó Ipanema – Idepe: 7,25

2º Lugar: ESCOLA INOCÊNCIO CORREIA LIMA, do município de IBIMIRIM, da Gerência Regional de Educação Sertão do Moxotó Ipanema – Idepe: 7,46

1º Lugar: ESCOLA TOMÉ FRANCISCO DA SILVA, do município de QUIXABA, da Gerência Regional de Educação Sertão do Alto Pajeú – Idepe: 7,52

:: Escolas da Rede Estadual com melhores resultados do Idepe no ENSINO MÉDIO

3º Lugar: ESCOLA DE REFERÊNCIA EM ENSINO MÉDIO JOÃO BATISTA DE VASCONCELOS, do município de TACARATU, da Gerência Regional de Educação do Submédio São Francisco – Idepe: 7,46

2º Lugar: ESCOLA DE REFERÊNCIA EM ENSINO MÉDIO CAPITÃO NESTOR VALGUEIRO DE CARVALHO, do município de FLORESTA, da Gerência Regional de Educação do Submédio São Francisco – Idepe: 7,57

1º Lugar: ESCOLA ESTADUAL JOÃO RODRIGUES LEITE, do município de CARNAUBEIRA PENHA, da Gerência Regional de Educação do Submédio São Francisco – Idepe: 7,60

:: As três Gerências Regionais de Educação com maior crescimento no Idepe:

3º Lugar: GRE Sertão Médio São Francisco – Gestora: Anete Ferraz – crescimento de 2,0%

2º Lugar: GRE Agreste Meridional – Gestora: Adelma Elias da Silva – crescimento de 3,2%

1º Lugar: GRE Mata Sul – Gestor: Danilo dos Santos – crescimento de 5,0%

:: As três Gerências Regionais de Educação com melhores resultados no IDEPE:

3º Lugar: GRE Sertão do Alto Pajeú – Gestora: Maria do Socorro Amaral – Idepe: 5,16

2º Lugar: GRE do Submédio São Francisco – Gestora: Dilma Marques – Idepe: 5,31

1º Lugar: GRE Vale do Capibaribe – Gestora: Edjane Ribeiro – Idepe: 5,57

Leia Mais



Secult-PE lança cartilha sobre execução da Lei Aldir Blanc de Emergência Cultural

Divulgação

Divulgação

O documento reúne informações a respeito da Lei Aldir Blanc e de sua execução no Estado de Pernambuco

A Secretaria de Cultura de Pernambuco lança mais um produto que visa reunir todas as informações relativas à execução da Lei Aldir Blanc no Estado. A Cartilha da Lei Aldir Blanc em Pernambuco oferece um material de apoio aos artistas e fazedores de cultura que podem se beneficiar com os recursos que serão geridos pelo Governo de Pernambuco, além de dar transparência a todo processo. Foi disponibilizado para Pernambuco um total de R$ 143.366.541,48 , sendo que ao governo estadual coube o valor de R$ 74.297.673,60, e aos municípios, R$ 69.068.867,88

O documento compila e edita variados conteúdos, gerados por grupos técnicos de trabalho criados no âmbito do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Cultura para a execução da lei 14.017/2020, conhecida como Lei Aldir Blanc de Emergência Cultural. Também tem a contribuição  da Agência de Tecnologia da Informação (ATI) do Governo de Pernambuco, da Secretaria de Cultura de Sergipe, da Rede de Mapas Culturais do Brasil e, em especial, da Secretaria de Cultura do Ceará que, dentre todos os apoios que têm dado à Secult-PE, nos auxilia com seu modelo de cartilha.

Em Pernambuco, a Lei Aldir Blanc está sendo executada através do Mapa Cultural de Pernambuco. Por meio do endereço www.lab.mapacultural.pe.gov.br, o beneficiário que atender aos requisitos para recebimento do Inciso I da lei, que se refere ao benefício de R$ 600 à Pessoa Física, já pode fazer sua solicitação. Na próxima sexta-feira (25), será lançada a inscrição para o Inciso II, referente à solicitação de apoio para equipamentos culturais, empresas culturais sem fins lucrativos, pontos de cultura, etc.

Em sua primeira versão, a cartilha se dirige aos gestores municipais, artistas, trabalhadores e trabalhadoras de todos os segmentos da arte e da cultura de Pernambuco. Seu objetivo é reunir o maior número de informações sobre a Lei Aldir Blanc, desde sua elaboração até as etapas de execução atuais, contribuindo assim para maior compreensão e transparência no processo de sua execução.

O documento destaca ainda os parceiros de Pernambuco que, a partir da troca de ideias e experiências, estão contribuindo para as decisões e estratégias do Estado. A Secult-PE firmou parcerias com os: Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Cultura; Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Culturais das Capitais e Municípios Associados; Fórum de Gestores de Cultura, Associação Brasileira de Municípios; Confederação Nacional Municipalista; Fórum Nacional dos Conselhos Estaduais de Cultura-CONECTA; os três Conselhos Estaduais: o de Políticas Culturais, o de Preservação do Patrimônio Cultural e o de Audiovisual, além do Sesc-PE. Internamente, a Secult-PE se associou a diversos órgãos estaduais, para a  criação de uma força-tarefa inédita no setor cultural e artístico, com o fim de garantir uma eficaz execução da Lei Aldir Blanc em Pernambuco.

CONFIRA AQUI A CARTILHA DA LEI ALDIR BLANC.

Leia Mais



Cerca de 8 mil perícias médicas agendadas não foram realizadas, diz secretário

cerca-de-8-mil-pericias-medicas-agendadas-nao-foram-realizadas,-diz-secretario

setembro 23, 2020
G1 Pernambuco, Pernambuco Notícias, Últimas Notícias

Cerca de 8 mil perícias médicas que estavam agendadas desde o início da reabertura das agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) não foram realizadas, segundo informou nesta quarta-feira (23) o secretário de Previdência do Ministério da Economia, Narlon Gutierre Nogueira.

O secretário informou ainda que ao INSS ligará para os segurados que não conseguiram ser atendidos para reagendar a perícia médica.

“Temos cerca de 8 mil segurados, que serão contatados, que não foram atendidos, estavam agendados e não foram atendidos entre os dias 14 e 21. Eles serão contatados pela Central 135 para que seja feito esse reagendamento”, afirmou.

“Hoje estamos iniciando um trabalho que chamamos de contato ativo. A própria Central 135 vai entrar em contato com pessoas que não conseguiram esse atendimento para que haja a remarcação”, explicou.

As perícias são necessárias para permitir que trabalhadores recebam auxílio, retornem ao trabalho ou consigam a aposentadoria.

Segurados terão reagendamento automático

O INSS esclareceu também nesta quarta que fará reagendamentos automáticos dos atendimentos não realizados e que avisará ao segurado através de ligações.

“O INSS ligará para todos os segurados que possuam o cadastro correto até sexta-feira, informando sobre o novo reagendamento”, informou.

“O segurado que não receber a ligação até a próxima sexta-feira (25), é porque não tinha o cadastro com o telefone válido, sendo assim, esses devem remarcar o horário ligando para o 135 e, a partir da semana que vem, também disponível pelo Meu INSS”, acrescentou.

Na véspera, o INSS publicou portaria que permite a remarcação de perícia médica através do telefone 135 “nos casos de não comparecimento do usuário na data agendada ou em que não foi possível a realização do atendimento” na data previamente agendada.

190 agências liberadas

De acordo com Nogueira, o INSS, mais 42 agências estarão com agendamento de perícias aberto a partir desta quarta-feira (23), o que elevará para 190 o total de agências liberadas e aptas para o atendimento.

Nesta terça-feira (22), 351 peritos médicos federais compareceram aos seus postos de trabalho nas agências do INSS, o que representa 72% de toda categoria. Até às 16h, tinham sido realizadas 3.059 perícias presenciais.

Leia Mais