Pocket shows gratuitos animam bairro do Recife nesta sexta-feira

Nesta sexta-feira (16), oito artistas da nova safra da música pernambucana foram selecionados para apresentar seus trabalhos em formato de pocket shows. Romero Ferro, Estesia, Rogéria Dera, Luiz Lins, Ju Vieira, Riá, Hugo Lins e Maria Flor vão se revezar no comando do Som na Rural, que ficará instalada em frente ao espaço Sispire, na Praça do Arsenal. As apresentações serão abertas ao público acontecem das 13h às 21h20.
A programação faz parte da primeira edição do Coquetel Molotov Negócios: Rodadas e Encontros, um desdobramento do No Ar Festival Coquetel Molotov. Em parceria com o SEBRAE-PE, Baterias Moura e AESO, o evento vai reunir artistas, produtores e compradores de todo o país em palestras, debates, pitchings e pocket shows no auditório do Porto Mídia e no espaço SinsPire.
A programação do Molotov Negócios conta ainda com pitchings, rodadas de negócio em formato de audição onde os 48 artistas selecionados apresentarão seu material para uma bancada de especialistas formadas por produtores, curadores, profissionais do mercado da música e compradores.
*Sexta-feira – 16 de novembro
Local: Sinspire – Pça do Arsenal
14h
Chegando na curadoria de festivais da forma certa.
Com Gutie (Rec Beat), Bina Zanetti (Psicodália), Melina Hickson (Porto Musical), Marcelo Damaso (Se Rasgum) e Daiane Dias e Fabricio Nobre (Bananada)
Mediação:  Anderson Foca (DoSol)
16h20
Mídia paga digital, playlists, algoritmos e data: como usar as novas ferramentas do mundo digital a seu favor
Com João Pedro (OneRPM) e Yasmin Muller (Tidal)
Mediaçao: Juli Baldi (Bananas)
19h
Novas mídias para se divulgar conteúdo de música
Com Camila Garófalo (Mulher na Música / Sêla), Anderson Foca  (DoSol TV), Alexandre Giglio (Minuto Indie), Gabriel Albuquerque (Jornalista / Kondzilla / Vice)
Mediação: Jarmeson de Lima (Coquetel Moloto
SOM NA RURAL
* Sexta – 16 de novembro
Local:  SINSPIRE – Pça do Arsenal
A partir das 13h às 21h20
Pocket shows de Romero Ferro, Estesia, Rogéria Dera, Luiz Lins, Ju Vieira, Riá, Hugo Lins e Maria Flor

Danilo Mendonça

Leia Mais



Idade também afeta a fertilidade masculina

Não é incomum homens se tornarem pais com a idade mais avançada, mas será que existe alguma relação entre envelhecimento e fertilidade masculina? Há resposta é sim. Segundo o urologista do Hospital Edmundo Vasconcelos, Sandro Nassar de Castro Cardoso, a idade também pesa nos homens quando o assunto é fertilidade, mas as alterações acontecem mais tardiamente do que no corpo feminino e em geral só são sentidas após os 60.

Diferentemente das mulheres, que já nascem com óvulos, os homens produzem espermatozoides continuamente. Essa capacidade começa a se reduzir a partir dos 60 anos, com a diminuição do volume seminal, diretamente ligado ao envelhecimento da próstata, e com a queda na produção de testosterona, que interfere na fertilidade.

“A menor produção do hormônio influencia diretamente a produção de espermatozoides e a qualidade deles. Espermatozoides de menor qualidade tem mais chance de apresentar alguma alteração e tendem a morrer a caminho do óvulo”, diz o especialista.

É comum que homens entre 60 e 70 anos já notem a diminuição ou ausência do sêmen na ejaculação e, com isso, a maioria terá uma chance pequena ou praticamente inexistente de ter filhos.

Mas não só a idade que prejudica a fertilidade. O urologista alerta que os hábitos modernos também estão relacionados ao problema. “Homens e mulheres estão menos férteis do que há cem anos e sabe-se que quem vive em ambientes poluídos, como nas grandes cidades, tem maior risco de ter problemas do que as pessoas que moram no interior. Assim como quem trabalha em contato com substâncias tóxicas, pois elas também são capazes de comprometer o espermatozoide”, enfatiza.

HOSPITAL EDMUNDO VASCONCELOS

Localizado ao lado do Parque do Ibirapuera, em São Paulo, o Hospital Edmundo Vasconcelos atua em mais de 50 especialidades e conta com cerca de 1.000 médicos. Realiza aproximadamente 12 mil procedimentos cirúrgicos, 13 mil internações, 230 mil consultas ambulatoriais, 145 mil atendimentos de Pronto-Socorro e 1,45 milhão de exames por ano. Dentre os selos e certificações obtidos pela instituição, destaca-se a Acreditação Hospitalar Nível 3 – Excelência em Gestão, concedida pela Organização Nacional de Acreditação (ONA) e o primeiro lugar no Prêmio Melhores Empresas para Trabalhar Saúde – Hospitais, conquistado em 2017.

Rua Borges Lagoa, 1.450 – Vila Clementino, Zona Sul de São Paulo.
Tel. (11) 5080-4000

Site: www.hpev.com.br
Facebook: www.facebook.com/ComplexoHospitalarEV
Twitter: www.twitter.com/Hospital_EV
YouTube: www.youtube.com/user/HospitalEV

Informações para a imprensa:
TREE COMUNICAÇÃO

Leia Mais



Escola da Cidade realiza último Portas Abertas de 2018 com o tema “Pra que serve o arquiteto?”

A aula sobre o papel do arquiteto, ministrada pelo diretor da Faculdade, Ciro Pirondi, seguida de visita guiada pela exposição sobre o Pavilhão de Osaka, de Paulo Mendes da Rocha, acontece no dia 27/11. Inscrições Abertas. Gratuito.
Escola da Cidade – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo promove no dia 27 de novembro, das 18h às 20h, o quarto e último encontro do Programa Portas Abertas de 2018. Quem promove a atividade é o arquiteto e diretor da Escola da Cidade, Ciro Pirondi que vai abordar o tema “Para que serve o arquiteto?“. Na sequência, será promovida uma visita guiada pela exposição “Arquitetura de Exceção – O Pavilhão do Brasil na Expo’70 Osaka“, com o curador José Paulo Gouvêa, e os co-curadores Alexandre Benoit e Rafael Urano Frajndlich. A exposição está instalada na recém-inaugurada Galeria da Cidade – Sala De Arquitetura, espaço instalado no térreo da Faculdade, com 30 metros de vidro voltados para a Cidade, promovendo assim uma relação entre a Rua e a Galeria.

O programa Portas Abertas contempla uma série de atividades destinadas aos vestibulandos interessados em ingressar em um curso de Arquitetura e Urbanismo. Realizado desde 2017, tem o objetivo de propiciar aos estudantes a oportunidade de vivenciar a Faculdade, experimentando a sua estrutura e interagindo com professores e alunos.

O acesso é gratuito e as inscrições devem ser realizadas na Aba Portas Abertas, no site do Processo Seletivo (www.ec.edu.br). A participação no dia do evento isenta o vestibulando da taxa inscrição no Processo Seletivo.

Ciro Pirondi é arquiteto formado pela Universidade Braz Cubas (1980), com doutorado pela Universidad Politecnica de Barcelona – Escuela Técnica Superior de Arquitectura (1982). Diretor da Escola da Cidade desde 2002, proprietário do Escritório Ciro Pirondi Arquitetos Associados S/S Ltda, desde 1983. Diretor Executivo da Casa de Lucio Costa, Diretor Executivo da Fundação Oscar Niemeyer. Autor de uma série de obras arquitetônicas destacadas no Brasil, como Concurso RenovaSP. Área Cabuçu de baixo 12 – em conjunto com Ruben Otero – 1º Prêmio (SP, 2011); Concurso Nacional SESC Glória, Vitória – 1º Prêmio – em conjunto com Sheila Basílio (ES, 2007); e Estádio de futebol Estadual Kleber Andrade, Cariacica – em conjunto com Sheila Basílio (ES, 2008).

Processo Seletivo 2019

A Escola da Cidade está com inscrições abertas para Processo Seletivo 2019, para seu curso de graduação em Arquitetura e Urbanismo. É possível inscrever-se até 10 de dezembro e as provas acontecem nos dias 11, 12 e 13 de dezembro. O Processo Seletivo da Escola da Cidade se distingue dos demais por oferecer aos candidatos um curso introdutório de Arquitetura e Urbanismo, combinando três aulas, quatro exercícios guiados e uma entrevista. Trata-se também de uma oportunidade única de vivenciar as instalações da Instituição e a própria cidade, já que o curso acontece na sede da Escola, mas envolve visitas a outros lugares de São Paulo. Esta combinação tem por objetivo mostrar aos pleiteantes alguns meandros da profissão, algumas dimensões da vida urbana e, por meio da escrita e do desenho, avaliar o potencial dos futuros estudantes, seus conhecimentos gerais, habilidades específicas, capacidades de análise, síntese e construção de raciocínio. Mais informações e inscrições no site www.ec.edu.br.

Sobre a Escola da Cidade

A Escola da Cidade é uma Instituição de Ensino Superior que oferece atualmente um curso de graduação em Arquitetura e Urbanismo e quatro cursos de pós-graduação lato sensu. Aberta no ano de 2002, tornou-se rapidamente uma das mais prestigiosas escolas do ramo, reconhecida dentro e fora do Brasil pelo pioneirismo de ações pedagógicas como o Estúdio Vertical, o Seminário de Cultura e Realidade Contemporânea, o programa de viagens Escola Itinerante, a Vivência Externa e o Seminário Internacional anual. Apostando na multidisciplinaridade e na dimensão agregadora da Arquitetura e do Urbanismo como formas de conhecimento e atuação, a Escola reúne hoje uma centena de professores altamente qualificados, ligados aos mais importantes escritórios, organizações e iniciativas do país. Constitui-se desse modo como um autêntico centro de estudos que, traçando relações entre Arquitetura, História, Cultura, Natureza e Território, dedica-se à produção e à transmissão constantes do saber, formando profissionais e cidadãos criativos e críticos.

SERVIÇO:

Portas Abertas – Escola da Cidade – 3º encontro

Aula ‘Princípios da Estrutura Arquitetônica’

Gratuito | Vagas Limitadas – Direcionado a vestibulandos. A participação no dia do evento isenta o vestibulando da taxa inscrição no Processo Seletivo.

 

Livia Esteves – Cobogó Relações Públicas

 

Leia Mais



Prefeitura de Caruaru realiza 3º Feirão de Empregabilidade Pessoas com Deficiência e Jovem Aprendiz

As inscrições podem ser feitas até 19 de novembro

 

Na próxima terça-feira (20) será realizado o III Feirão de Empregabilidade para Pessoas com Deficiência e Jovem Aprendiz de Caruaru. O evento produzido pela Prefeitura de Caruaru, através da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico/Economia Criativa, contará com diversas empresas parceiras que irão ofertar vagas para os candidatos. A ação será realizada no Espaço de Eventos do Caruaru Shopping, das 9h às 17h, onde os candidatos terão à disposição uma estrutura composta por estandes de atendimentos das empresas parceiras com a oferta do número de vagas e a exposição do material de divulgação institucional.

 

O feirão será também uma oportunidade de promover a aprendizagem com as oficinas de formação profissional que serão ministradas no local para os interessados. Os candidatos que não tiverem condições de levar o currículo pronto poderão contar com uma equipe que estará confeccionando o documento no local, e poderão entregar diretamente às empresas expositoras do feirão, no caso de possibilidade ou interesse de contratação. O Ministério do Trabalho estará presente fornecendo Carteira de Trabalho e o Caruaru Shopping é um importante parceiro que irá possibilitar toda a execução da ação.

 

As ofertas de emprego serão voltadas para quem tem entre 14 e 24 anos, no caso do Jovem Aprendiz, e para pessoas com deficiência, sem limite de idade. As inscrições estão abertas até o dia 19 de novembro, através do link do Conecta Oportunidades:http://conectaoportunidades.caruaru.pe.gov.br/feirao-da-empregabilidade. Quem não conseguir fazer o cadastro on-line, poderá realizá-lo de forma presencial, no dia do evento.

 

De acordo com dados do censo do IBGE de 2010, em Caruaru existem mais de 40 mil pessoas com deficiência, o que representa 15% da população do município, e 89.845 jovens entre 14 e 24 anos, que corresponde à 28,5% dos caruaruenses.

 

Serviço:

 

. O quê? o III Feirão de Empregabilidade para Pessoas com Deficiência e Jovem Aprendiz de Caruaru.

. Quando? Terça-feira, 20 de novembro.

. Onde? Caruaru Shopping.

. Horário? Das 09h às 17h.

Leia Mais



Recife terá primeira feira de literatura infantil

Criança não deixa a literatura de lado nem na crise! O segmento infantojuvenil foi o único que não entrou na estatística da retração de 21% que o mercado editorial nacional sofreu ano passado. Por si só, essa já seria uma forte justificativa para uma feira voltada exclusivamente para o público infantil. De 22 a 25 de novembro será realizada a I Feira da Literatura Infantil (Flitin), na Academia Pernambucana de Letras (APL).

 

O evento, realizado pela Companhia Editora de Pernambuco (Cepe) em parceria com APL e a Proa Cultural, será gratuito e voltado ao público de 3 a 12 anos. Na programação, além de lançamentos literários, oficinas, animações e mediação de leituras, haverá espaço para outras manifestações culturais como música e teatro. Serão cinco polos que ocuparão os oito mil metros quadrados com eventos simultâneos, além da feira permanente de livros com editoras e livrarias de todo País. A expectativa de público é de 30 mil pessoas. Haverá ônibus gratuitos para escolas de ensino fundamental.

 

Em coletiva de imprensa ocorrida nesta quarta-feira, foi anunciado o tema da feira: “Era uma vez…Minha História”. Trata-se de uma referência a como se iniciam muitas histórias infantis, e ainda insere a criança como protagonista, tanto do evento como da própria vida que está sendo escrita.

 

Na ocasião, o presidente da Cepe, Ricardo Leitão, falou do investimento da editora pública estadual no segmento infantojuvenil. “A Cepe é a editora que mais edita livros infantis em Pernambuco e no Nordeste. Além disso, temos um prêmio literário voltado apenas para esse público, o Prêmio Cepe Nacional de Literatura Infantojuvenil”, declara Leitão. O presidente ainda destacou como objetivo da feira discutir o conteúdo da literatura infantil na educação dos pequenos. O catálogo da editora pública voltado a esse segmento chega a 53 títulos, muitos deles premiados.

 

Já Maria Chaves, da Proa Cultural, mencionou o potencial transformador que a leitura tem sobre as crianças, “gerando cidadãos críticos”, pontua a produtora.

 

A presidente da APL, Margarida Cantarelli, falou da importância de aproximar o público infantil da academia. “É uma oportunidade de contato com a leitura, o que é papel da academia. No nosso museu teremos apresentação adequada ao público infantil”, declarou Margarida.

 

Também parceira da feira, a Fundarpe, representada pelo coordenador de Literatura José Jaime, entrará com duas ações. Uma delas chama-se “Livros Livres”, que se propõe a ‘libertar livros’ desde 2011, uma vez por mês, em todos os cantos do Estado. “Deixaremos livros em lugares da feira para que as pessoas peguem, leiam e depois devolvam”, explica Jaime. Já o “Escambo de Livros” leva um estande e propõe a troca de livros em bom estado que não sejam nem didáticos, nem religiosos.

 

I Feira da Literatura Infantil – Flitin

Tema: Era Uma Vez…Minha História

Quando: 22 a 25 de novembro

Horário: 9h30 às 20h (quinta e sexta-feiras) e das 9h30 às 17h (sábado e domingo)

Local: Academia Pernambucana de Letras (APL)

Endereço: Avenida Rui Barbosa, 1.596, Graças

Entrada franca

PROGRAMAÇÃO

QUINTA-FEIRA (22/11) – ANCESTRALIDADE

9h30 às 20h – Feira de Livros

POLO LETRAS MIÚDAS

9h às 11h – Oficina Galeria Reciclada (oficina de pintura e montagem de peças feitas com papel reciclado)

14h às 15h – Oficina Galeria Reciclada

SALA DE PROJEÇÃO

10h às 10h30 – Sessão de filme de animação

15h às 15h30 – Sessão de filme de animação

AUDITÓRIO

11h – Cerimônia de abertura da Flitin 2018 – Apresentação do grupo Meninos do Batuque (Garanhuns)

16h – Apresentação teatral “O Pequeno Príncipe Preto” (Pé de Vento Produções -RJ)

POLO OUTRAS PALAVRINHAS

14h30 às 15h30 – Mediação de Leitura – “Histórias do meu povo”, com Roma Júlia (Contação de histórias com livros de temática afro-brasileira e africana com o objetivo de valorizar autores e personagens negras)

SEXTA-FEIRA (23/11) – SONHOS E IDEIAS TRANSFORMADORAS

9h30 às 20h – Feira de Livros

POLO LETRAS MIÚDAS

9h30 às 10h30 – Oficina Galeria Reciclada (oficina de pintura e montagem de peças feitas com papel reciclado)

14h às 15h – Oficina Galeria Reciclada

16h às 17h – Oficina de Palhaçaria – “Ao amanhecer, brincar”, com Marcelo Oliveira

SALA DE PROJEÇÃO

10h às 10h30 – Sessão de filme de animação

15h às 15h30 – Sessão de filme de animação

POLO OUTRAS PALAVRINHAS

10h às 11h – Mediação de leitura – Livro Um Novo Abraço (Cepe Editora), com grupo Tapete Voador

14h30 às 15h30 – Bate-papo com Cleyton Cabral (O Menino da Gaiola – Funcultura)

SÁBADO (24/11) – HERANÇAS E TRADIÇÕES

9h30 às 20h – Feira de Livros

SALA DE PROJEÇÃO

10h às 10h30 – Sessão de filme de animação

15h às 15h30 – Sessão de filme de animação

AUDITÓRIO

10h às 12h – Seminário Flitin: “A produção literária para a infância no Brasil” – participação de Sueli Cagneti (autora e crítica literária), Wellington de Melo (editor da Cepe) e Renata Penzani (Lançamento do livro A coisa brutamontes – Cepe Editora)

14h às 16h – Seminário Flitin: “A leitura como ferramenta de transformação social”

POLO LETRAS MIÚDAS

11h – Apresentação teatral – “As aventuras de Mané Gostoso” (Cia. Meias Palavras – PE)

17h – Apresentação teatral – “Histórias da Caixola (Coletivo Tear – PE)

POLO OUTRAS PALAVRINHAS

14h às 15h – Mediação de leitura – Livro Pequeninas histórias de gente pequenina (Cepe Editora), de Xico Bezerra-PE

15h às 16h – Mediação de leitura – Livro Dianimal (Cepe Editora), de Alexandre Revoredo

16h às 17h – Lançamento do livro Pedrinho e a chuteira da sorte (Cepe Editora), de Marcelo Cavalcante

DOMINGO (25/11) – DESPRINCESAMENTO

9h30 às 17h – Feira de Livros

POLO LETRAS MIÚDAS

9h30 às 11h – Oficina de Musicalização com Cacau da Mini Rock!

POLO OUTRAS PALAVRINHAS

10h às 11h – Bate-papo com a autora Débora Seabra sobre o livro Débora conta histórias (Alfaguara)

11h às 12h – Mediação de leitura – Lançamento do livro Uma Festa na Floresta (Cepe Editora), com presença da autora, Lêda Selaro, e grupo Tapete Voador

14h às 16h – Oficina de Desprincesamento com a jornalista Cláudia Bettini (Rádio Matraquinha/ Corujices)

SALA DE PROJEÇÃO

14h às 16h – Oficina “Como ilustrar um livro infantil, da teoria à prática – Walther Moreira Santos (Fundarpe)

Assessoria de Imprensa da CEPE

Leia Mais