A ARTE DO NADA DIZER

Sr. Redator,Conterrâneos recifenses, no guia eleitoral está montado um grande circo. Debaixo da lona, os maiores palhaços da face da terra. Todo dia temos espetáculo! Parece um programa humorístico. Mudei minha concepção, de radicalmente não assistir para, ver e me divertir. Vai dos candidatos que parecem estarem embriagados, se é que não estão, débeis mentais, a péssima dicção rola solta, apoiadores arrogantes como Câmara, humoristas como Geraldo Júlio, ladrões como Lula. O mais interessante é o espaço do marionete, momulengo sorriso, Joãozinho Campos, como ele não consegue pronunciar uma frase, muito menos discurso, o marketing mequetrefe, dele, está tendo um trabalhão. Saem editando palavras soltas, desconexas, sem ponto nem vírgula, que apenas “enchem linguiça”. A arte do nada dizer!Roberto Cortezrscortez47@yahoo.com.br

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *