AUMENTO SALÁRIO: INVENTO SUPREMO

De Roberto Cortez, Recife-PE

Sr. Redator,

O teto do salário dos servidores públicos, deveria ser R$ 15.000,00. Para Ministros do Supremo, com todos penduricalhos poderia chegar ao valor aprovado recente, contudo, para não  entrarem em corrupção. Qual justificativa, funcionário público, que só serve para enfernizar, com burocracias medonhas,  a vida do contribuinte, ter salário de “nababo”? Têm o privilégio de não  serem demitidos, por mais incompetentes que sejam, o que reflete negativamente na sociedade. O teto do benefício do aposentado, que gera riquezas, é de R$ 5,6 mil. Este é o valor pago para ASSISTENTE ADMINISTRATIVO do INSS, assim que assume o cargo.
Na mesma função, o setor privado, paga média de R$ 1,2 mil. Os Barnabés, não podem ser desacatados, mesmo sendo funcionário do atendido. Ainda, o aposentado do setor privado, passa 35 anos contribuindo com 11% sobre o valor do teto de contribuição, ao se aposentar, só recebe 50% do valor. A Lei determina, neste caso, o beneficio, no valor do teto. O INSS não acata a Lei. O aposentado, “briga”, na justiça, até a morte e, não recebe. Os privilégios do funcionalismo público persiste e advém do Império. As “embuanças”, “marajatalhas” e “mufunbanças”, serviam para estimular a migração dos safados estrangeiros para administrar e sugar recursos da colônia, Ilha de Vera Cruz. Precisamos acabar com isto!

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Current ye@r *