Curso Profissionalizante – Presencial na UFPE

Gestão Empresarial na UFPE

Início: 23 de Fevereiro de 2019

O Mercado precisa de profissionais qualificados. Ter conhecimentos valoriza o profissional.

O Curso de Gestão Empresarial tem como objetivo capacitar, qualificar e atualizar o profissional para atuar nas áreas relacionadas, tais como empresas privadas, setores educacionais, governamentais etc.

Todas as aulas são narrados, com exercícios de fixação e imagens, para otimizar o aprendizado dos alunos.

Oportunidade de Aperfeiçoamento com os  Cursos da

Central Universitária na UFPE.

Leia Mais

Estação Ecológica de Caetés faz aniversário

A Estação Ecológica (Esec)  Caetés, localizada no município do Paulista, na Região Metropolitana, completou 27 anos de criação,  na última segunda-feira (18): é a primeira unidade de conservação estadual e possui uma área de 157 hectares.  Para marcar a data, a Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) iniciou  um movimento com o tema “Quem ama cuida”, para melhorar o entorno da unidade de conservação. O projeto, realizado em parceria com as prefeituras dos municípios de Abreu e Lima e do Paulista,  conta com a  participação de moradores do entorno da  unidade de conservação e de representantes do conselho da Estação.

“Ao invés de lixo, vida. Estamos transformando essa área do entorno da Estação, onde costumam depositar lixo, em uma área verde. Plantamos mudas de ubaia, pau-brasil, pitanga e de jenipapo. E estamos só começando. Em março, serão plantadas mil mudas de outras espécies de Mata Atlântica”, comentou a gestora da Estação Ecológica de Caetés, Sandra Cavalcanti.    A UC está localizada em um área que poderia ter sido transformada em  aterro sanitário,  na década de 80, se não fosse o empenho da Comunidade de Caetés I, de associações ambientalistas e de outras entidades, que protestaram  contra o projeto.

A criação da Esec  tem como objetivos a proteção e a conservação das belezas cênicas, espécies raras, em perigo ou ameaçadas de extinção. Além de contribuir para proteção dos recursos hídricos, a  UC  é local de atividades de educação ambiental conservacionista e de investigação científica, através de pesquisas sobre suas rica diversidade.

 

Núcleo de Comunicação Social e Educação Ambiental – NCSEA Agência Estadual de Meio Ambiente – CPRH www.cprh.pe.gov.br

Leia Mais

Portas Abertas: Conheça a história da sede do TJPE

Entrada do pátio interno do Palácio da Justiça

A entrada do Palacio da Justiça, situado no bairro de Santo Antônio

No centro do Recife, situado na Praça da República, bairro de Santo Antônio, o Palácio da Justiça, edifício-sede do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), marca a paisagem da cidade. Projetada em estilo eclético pelo arquiteto italiano Giácomo Palumbo, a edificação, inaugurada no dia 7 de setembro de 1930, também chama atenção pela beleza e pela arquitetura da sua estrutura interna. Adentrar no Palácio significa passear no tempo e conhecer um pouco da história do Recife e do Judiciário.

Com o objetivo de levar o cidadão para dentro do prédio histórico, aproximando a população da Justiça, o TJPE, através do setor de Relações Públicas da Assessoria do Cerimonial, desenvolve o programa Portas Abertas. Por meio da ação, é possível realizar uma visita guiada no edifício, onde se podem conhecer não só detalhes da arquitetura, da movelaria, das obras de arte e dos salões, como também um pouco do funcionamento e do papel do Tribunal.

“O Portas Abertas também possui um caráter simbólico. Visa mostrar que a Justiça está de portas abertas para trazer paz social, essa é a função de maior responsabilidade do Tribunal. Nas visitas, há uma breve palestra sobre cidadania. Para além do viés social, pedagógico e de resgate histórico da ação, vir aqui acaba sendo uma experiência de encantamento para os visitantes”, revela a relações públicas do Cerimonial, Sônia Freitas.

A beleza dos espaços impressiona, como, por exemplo o Salão Nobre, que foi inspirado no Salão dos Espelhos do Palácio de Versalhes, com ornamentação clássica francesa, ao estilo dos reis da França Luís XV e XVI. No roteiro da visita, também estão a capela, a biblioteca, o Salão dos Passos Perdidos e a Sala dos Desembargadores, dentre outros locais.

Durante a visita guiada, a relações públicas Sônia Freitas

Durante a visita guiada, a relações públicas Sônia Freitas

Agendamento de visitas – Destinada aos públicos externo e interno (magistrados, servidores, prestadores de serviço, voluntários, estagiários e familiares), a iniciativa recebeu, em 2018, um total de 2.360 pessoas. O público externo foi formado na sua maioria por estudantes de escolas e faculdades do Recife e Região Metropolitana, mas qualquer cidadão pode participar, reservando horário.

Os dias reservados para o público externo são terças, quartas ou sextas-feiras, às 10h ou às 15h. Os interessados devem enviar um e-mail para relacoespublicas@tjpe.jus.br solicitando a visita guiada, e informar o nome, telefone para contato, horário desejado e dia de preferência da visita. Se forem estudantes, o nome da escola, curso/faculdade e o contato de celular da pessoa responsável.

Para a inscrição do público interno no projeto, é necessário criar um grupo mínimo de cinco pessoas e enviar também um e-mail para relacoespublicas@tjpe.jus.br com as mesmas especificações solicitadas ao público externo. O grupo pode ser composto por familiares e amigos do público interno do Judiciário pernambucano. A pessoa que formar o grupo ganhará o livro A Justiça de Pernambuco e seu Palácio: inventário do acervo museológico dos bens móveis. Os outros participantes também podem ganhar – caso acertem as perguntas feitas sobre os temas da visita guiada – uma camiseta do projeto e uma cartilha ilustrada sobre o Palácio da Justiça, produzidos pela Assessoria de Comunicação Social (Ascom TJPE).

Para mais informações: (81) 3182-0292.

Palácio da Justiça de Pernambuco

Fachado do Palácio da Justiça

A inauguração do Palacio da Justiça aconteceu no dia 7 de setembro de 1930

A pedra fundamental do Palácio foi lançada no dia 2 de julho de 1924 pelo governador do Estado e juiz federal, Sérgio Loreto, durante as comemorações do primeiro centenário da Confederação do Equador. A inauguração do novo prédio aconteceu no dia 7 de setembro de 1930, na gestão do governador Estácio Coimbra, que, no ano de 1927, sucedeu a Sérgio Loreto. Na ocasião, o Judiciário pernambucano era presidido pelo desembargador Bellarmino Gondim. O projeto escolhido para a obra do Palácio da Justiça foi de autoria de Giácomo Palumbo – arquiteto italiano formado pela Escola de Belas Artes de Paris – com colaboração de Evaristo de Sá.

O local escolhido para a edificação do palácio – o bairro de Santo Antônio, no Centro do Recife – está intimamente relacionado com a história do Estado de Pernambuco. Válido é ressaltar que aquela área pertenceu ao Palácio Friburgh, conhecido como o “Palácio dos Despachos de Maurício de Nassau”. Para a construção do novo prédio, houve a necessidade de demolir a antiga ala das enfermarias do Convento de Santo Antônio e o prédio do 2º Batalhão da Força Pública, situado em frente à Praça da República. A demolição deste último fez com que um novo quartel fosse construído no bairro do Derby.

O edifício-sede do TJPE possui na sua composição arquitetônica os frisos greco-romanos e os pilares coríntios, encimados por capitéis jônicos, fazendo com que o prédio possa ser classificado como um dos mais belos representantes da arquitetura eclética em Pernambuco. Considerado, por muitos profissionais e estudiosos, como uma das últimas edificações, em seu porte, no Estado. Com uma área de 2,5 mil metros quadrados, o Palácio possui três pavimentos, além da cúpula, que abriga mais dois.

A fundação do prédio passou por detalhado processo de cosntrução, devido à constituição do terreno, situado numa área de mangue. Outrora, em suas proximidades, havia um braço de rio que fora aterrado no período da presença holandesa em Pernambuco (1630-1654). A parte central do prédio foi reforçada, em sua fundação, com 12 pilastrões, que têm como intuito distribuir o peso da cúpula.

A fachada principal do Palácio da Justiça é adornada por dois conjuntos de esculturas, que representam a Justiça e a Ciência do Direito, executadas pelo escultor pernambucano Bibiano Silva, sob orientação de A. Freyhoffer. Bibiano também executou os bustos de Paula Batista e Gervásio Pires, dois nomes importantes na história da Justiça pernambucana, localizadas na entrada da Salão dos Passos Perdidos.
…………………………………………………………………………………………………
Texto: Ivone Veloso – Micarla Xavier | Ascom TJPE
Fotos: Assis Lima | Ascom TJPE

Leia Mais

Detentos se casam em cerimônia coletiva no Cotel

 

Não importa o tempo do relacionamento ou da pena, a união levou emoção aos oito casais e seus familiares

 

A tarde desta quarta (20/02) foi bem diferente para oito detentos do Centro de Observação e Triagem Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima. Em cerimônia coletiva, no espaço ecumênico da unidade prisional – ligada à Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) – eles realizaram o sonho de se casar com suas companheiras.

Não importa o tempo do relacionamento e nem da pena a cumprir. L.M.M, 43 anos, está apenas há 40 dias no Cotel e há 17 anos em um único relacionamento. “Quero cumprir e recomeçar uma vida nova com a minha família”, planeja Lúcio, que tem um filho e dois netos com a sua (agora) esposa. Para ela, o momento foi especial.  “Já morávamos juntos há 17 anos e estou muito feliz por estar oficializando o nosso casamento, mas também um pouco triste por ele está aqui [Cotel]. Vamos vencer mais esse desafio”, contou R.S.S, 47 anos.

A cerimônia, que teve a presença de 30 convidados e familiares dos noivos, foi celebrada pelo pastor José Manoel da Silva, da Igreja Batista Obreiros de Cristo. Em seguida, cada família partiu o seu bolo e comemorou a união. Esse é o primeiro casamento de 2019 no Cotel.

Foto: Márcia Galindo/Seres

ASSECOM SERES

Leia Mais

Bernardo Peixoto é eleito e empossado presidente do Sistema Fecomércio-PE

Eleição aconteceu, hoje, no Salão de Eventos do Senac, durante reunião da diretoria efetiva da Fecomércio-PE

 

O 1º vice-presidente do Sistema Fecomércio-PE, Bernardo Peixoto dos Santos Oliveira Sobrinho, foi eleito, por unanimidade, para o cargo vago de presidente da Federação, durante reunião da diretoria efetiva da entidade, no Salão de Eventos do Senac (Piso 3). Com o falecimento do presidente Josias Albuquerque, no dia 02/02, Bernardo Peixoto foi o único candidato a concorrer à vaga para o mandato complementar de 20 de fevereiro de 2019 a 17 de junho de 2022, que terá Frederico Penna Leal como 1º vice-presidente e Jorge Alexandre como 2º vice-presidente.

O presidente da Comissão de Direito Sindical da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), advogado Gustavo Henrique Amorim Gomes, presidiu o processo eleitoral, que teve início com um minuto de silêncio pela morte de Josias Albuquerque. “Gostaria de agradecer à diretoria pela confiança e dedico esta eleição a Josias, que foi um grande líder empresarial e um empreendedor incansável. Darei continuidade à sua última gestão no Sistema Fecomércio, onde ele atuou, por mais de 40 anos, dedicando todo o seu tempo à educação e a ações sociais. O desafio será grande, mas o legado de Josias será a nossa maior fonte de inspiração”, afirmou Bernardo, que foi empossado logo após a votação.

A solenidade contou com as presenças de Patrícia Duque e Cláudia Ribeiro, chefe e assessora da Divisão Sindical da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), respectivamente, Ednésio Alves, Notário do Tabelionato Figueiredo, João Vicente Murinelli, da Comissão de Direito Sindical da OAB , Débora Tito farias, do Ministério Público do Trabalho, Filipe José de Melo Brito, do Ministério da Economia – Superintendência de Pernambuco, Mário César de Carvalho, da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego, e de alguns diretores suplentes da Fecomércio-PE.

 

Dupla Comunicação

Leia Mais