Olinda promove a 10ª edição do Projeto Saúde nos Terreiros

A ação acontece no Córrego do Abacaxi

Mais uma ação estratégica de promoção e prevenção ao cuidado integral à saúde da população negra será realizada, nessa terça-feira (15.10), das 9h às 12h, com a 10ª edição da Saúde nos Terreiros. As atividades acontecem no Terreiro de Mãe Dora de Oxum – He Axé oxum Aladê, localizado na Rua da Mata, 124, Córrego do Abacaxi.

Na da programação do Outubro Rosa, o público feminino vai poder contar com o Mamamóvel (manhã e tarde), carro que oferta o exame de mamografia. O projeto oferece ainda aferição de pressão, orientação de saúde bucal, teste rápido de HIV/Sífilis/Gravidez, exame de citologia, avaliação nutricional, práticas integrativas, vacinação e palestras sobre o controle das arboviroses.

A programação conta ainda com o apoio das secretarias municipais de Transportes e Trânsito, que vai emitir cartão de livre acesso para idosos e deficientes; e Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos, com orientação jurídica e esclarecimento sobre o CADÚnico.

Comunicação Olinda

Leia Mais

Série Pareia estreia segunda temporada nesta terça na Rádio Universitária FM

A série de encontros com nomes da música pernambucana também tem versão em vídeo que vai ao ar pela TVU simultaneamente 

Na música, é comum se buscar relações e conexões entre nomes de uma mesma geração, agrupá-los em torno de um movimento ou cena cultural. 

Conexões e laços de amizade já definiram diversos momentos da nossa música pernambucana. Estas afinidades musicais e de vida são o tema da série transmídia Pareia, produzida pela Rádio Universitária, que chega a sua segunda temporada nesta terça, dia 15 de outubro, às 18h30. A série, com 7 episódios semanais, conta também com uma versão em vídeo que vai ao ar também às 18h30 pela TVU e nas redes sociais da Universitária FM. 

Na série, a cada episódio, um convidado faz um convite a um outro músico ou intérprete para falar sobre amizade e afinidades de estilos entre eles, além do registro de um dueto exclusivo, onde os dois executam juntos uma música do repertório de cada. Na primeira temporada, veiculada entre 2017 e 2018, participaram Juvenil Silva, Isaar, Tiné, Maciel Salú, Martins, Flaira Ferro, Igor de Carvalho, Sofia Freire e Ylana Queiroga. 

Agora, na segunda temporada, quem dá continuidade a esta rede de encontros é Ylana Queiroga que convidou a cantora e compositora Mayara Pera para uma conversa sobre os laços que as unem e a trajetória das duas. O episódio também traz o registro de duas canções gravadas pela dupla nos estúdios da rádio. 

A série original da Rádio Universitária FM tem produção de Nathália D´Emery, produção técnica de Chico Rocha e Cássio Uchoa, imagens de Caio Cagliani, Juarez Juara e Alex César, captação de áudio de Chico Rocha e Marco da Lata, mixagem de Chico Rocha e edição de Chico Rocha e Nathália D´Emery.   

Pareia ainda vai ter reprises no rádio dentro dos programas: O Som do Brasil, na quarta-feira (8), às 10h; no Faixa Livre, na quinta-feira (9), às 14h30 e no domingo, 14h. A reprise na tela da TVU também será sempre aos domingos, às 14h. A versão para o rádio da série vai estar disponível em formato de podcast nas principais plataformas de distribuição.

PAREIA

Estreia: 15 de outubro de 2019

Horário: terça-feira, 18h30

Reprises: quarta-feira (10h), quinta-feira (14h30) e domingo (14h) 

Episódios semanais

Versão em vídeo lançada em facebook.com/99universitaria e no canal youtube.com/99universitaria    

Outras informações:

produtores.rufm@gmail.com

3879-5454

Leia Mais

Conselho Municipal de Promoção de Igualdade Etnicorracial de Olinda promove eleição

As inscrições ocorrem até 22 de outubro

Os interessados em fazer parte do Conselho Municipal de Promoção de Igualdade Etnicorracial de Olinda podem se inscrever para concorrer a uma das vagas. O cadastramento será realizado até o dia 22 de outubro, na Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos, localizada na Av. Getúlio Vargas, no Bairro Novo, das 8h às 14h. Outras informações no www.olinda.pe.gov.br

Foto: Sandro Barros/Prefeitura de Olinda

Comunicação Olinda

Leia Mais

OGE de Pernambuco completa 11 anos com quase 1 milhão de manifestações registradas

Principal canal de comunicação entre a sociedade e o Governo de Pernambuco, a Ouvidoria-Geral do Estado (OGE) completa, nesta segunda-feira, dia 14 de outubro, 11 anos de atividades. No decorrer deste tempo, a OGE – vinculada à Secretaria da Controladoria-Geral do Estado (SCGE) –, promoveu o fortalecimento da cidadania, aproximando o cidadão da gestão pública estadual e contribuindo com a melhoria contínua dos serviços prestados à sociedade. Com o trabalho realizado pela Rede de Ouvidorias, foram registradas 957.934 mil manifestações nos canais disponíveis, sendo 79.137 de janeiro a setembro deste ano, o que representa um crescimento de 12% em relação ao mesmo período de 2018.

“A participação da sociedade na governança pública é fundamental para a melhoria dos serviços prestados pela administração. Estar junto da população, tanto da capital quanto do interior, ouvindo e registrando suas necessidades é recomendação do próprio governador Paulo Câmara. Isso por si só já demonstra a relevância da OGE neste período de existência”, destacou a secretária da SCGE e ouvidora-geral do Estado, Érika Lacet, ressaltando que o percentual de resolutividade (a quantidade de demandas respondidas) chega a marca de 87%.

Não à toa, a OGE tornou-se referência nacional na qualidade da resposta encaminhada ao cidadão. Tendo como critério de análise a cordialidade, a coerência, a correção textual e os erros de digitação, a OGE criou, em 2015, um indicador para aferir o nível do retorno dado ao usuário pela Rede, que envolve 62 unidades e cerca de 200 servidores. Pioneiro, o modelo de avaliação, denominado de “Qualidade da Resposta”, foi adaptado pela Ouvidoria-Geral da União (OGU) para seu uso próprio.

Entre os avanços já obtidos pela Ouvidoria, destacam-se também as parcerias firmadas com o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE), Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), Associação Brasileira de Ouvidores (ABO-PE) e Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe). Além da certificação dos ouvidores integrantes da Rede, grupo de debates com os ouvidores e capacitação das equipes.

“Esse ano já foram realizadas três reuniões de monitoramento; dois cursos de implantação e gestão de ouvidoria; um seminário regional de ouvidorias em parceria com a OGU; duas edições do Ouvidoria em Ação – uma em Garanhuns e outra em São Bento do Una –; entre outras ações de controle social para melhorar ainda mais a nossa gestão”, destacou a diretora da Ouvidoria-Geral do Estado (DOGE/SCGE), Zélia Correia. Ainda de acordo com ela, está em fase de implantação, a Rede Estadual de Ouvidorias, que envolve os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, além do MPPE e TCE-PE.

LEGISLAÇÃO – Instituída em 14 de outubro de 2018 pelo Decreto 32.476, a OGE é responsável por receber, examinar e encaminhar sugestões, elogios, solicitações, reclamações e denúncias aos órgãos e entidades da administração pública estadual, responsáveis por adotar as devidas providências sobre a área demandada. O registro de manifestação de ouvidoria pode ser feito a qualquer tempo, basta o cidadão escolher entre os seguintes canais de comunicação disponíveis: site da OGE (www.ouvidoria.pe.gov.br); telefone (162 – ligação gratuita, inclusive de celular) ou e-mail (ouvidoria@ouvidoria.pe.gov.br) ou presencialmente.

Assessoria de Comunicação
Secretaria da Controladoria-Geral do Estado (SCGE)

Leia Mais

Julgamento polêmico no TJPE chega ao final

Um julgamento polêmico que envolve grupos conhecidos da capital pernambucana deve ser decidido nesta terça-feira (15). O caso a ser decidido pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) envolve a disputa de um terreno entre a Indústria de Confecções Icosa/MotoMais, do empresário e cônsul da Suíça, Rodolfo Fehr, e o grupo Ferreira Pinto. A área em questão tem 7 mil metros quadrados, localizada às margens da PE-15, na cidade Tabajara, em Olinda, e está em litígio desde 2014, devido a uma liminar de Justiça de 1ª Instância.

A Icosa/MotoMais alega que tem a posse do terreno há mais de 30 anos, conforme documentos apresentados à Justiça. Algumas das provas colocadas nos autos do processo são reportagens e documentos da reintegração de posse do terreno quando ele foi invadido por militantes do Movimento Revolucionário dos Sem Teto (MTST), em maio de 2003, fato que teve grande repercussão na imprensa local, sendo noticiado nos principais veículos de comunicação.

Rodolfo Fehr também entrou na Justiça com uma queixa crime contra a Ferreira Pinto. Segundo ele, o grupo corrompeu a testemunha Waldir Melquiades da Silva para que ela confirmasse uma versão a seu favor.

O processo da disputa entre os grupos Icosa/Motomais e Ferreira Pinto será julgado pelos integrantes da 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Pernambuco, desembargadores Eduardo Augusto Paurá Peres (presidente), Antônio Fernando Araújo Martins, e José Carlos Patriota Malta.

Caderno1 Comunicação Integrada

Leia Mais