Vila Olímpica de Rio Doce sedia campanha de reconhecimento paterno

 Um trabalho integrado entre a Prefeitura de Olinda, Apemas e OAB

 

Ter o reconhecimento por parte do pai é algo que aproximadamente 300 mil pessoas só em Pernambuco não possuem, informa a Associação Pernambucana das Mães Solteiras (Apemas). Por isso, o primeiro dia da 7ª Campanha de Reconhecimento Paterno Voluntário atraiu pessoas como Marli Oliveira, avó de um adolescente, que tenta colocar o nome do genitor nos documentos do garoto.

Ela foi nesta terça-feira (11.12) no posto de atendimento que está funcionando na Vila Olímpica, em Rio Doce, Olinda, buscar mais informações e com todos os documentos voltará no segundo dia de atendimento, nesta quarta-feira (12.12), e com o pai do menino, das 9h às 16h. “É um sonho do meu neto e também é o nosso. É um serviço muito bom que a gente muitas vezes quer fazer, mas não sabe como e nem quem procurar”, afirmou a aposentada.

Quatro municípios estão engajados neste trabalho: Olinda, Recife, Jaboatão dos Guararapes e Cabo de Santo Agostinho. Em Olinda, essa é a 4ª ação e tem participação da Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos. Um trabalho integrado entre a Prefeitura de Olinda, Apemas e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

A secretária executiva da Mulher e dos Direitos Humanos, Verônica Brayner, pontua ser um direito básico não só o nome nos documentos, mas todos os direitos que, sobretudo, as crianças têm. “Envolve muitos aspectos da vida de uma pessoa. Estaremos aqui até amanhã com estrutura para permitir que estas pessoas contem uma nova história a partir de agora”, afirmou a gestora.

 

Comunicação Olinda

Leia Mais

Ana de Ferro na XIX EDIÇÃO “A PORTA ABERTA”

XIX Mostra de Artes Cênicas A Porta Aberta surgiu há 19 anos numa iniciativa dos professores e estudantes dos cursos de teatro e dança. O projeto sempre contou com grupos de teatro da UFPE, grupos profissionais, estudantis e amadores de Pernambuco e também com oficinas e palestras. Nessa mais recente edição, 2018.2, o espetáculo Ana de Ferro, Rainha dos Tanoeiros do Recife foi convidado para se apresentar na abertura do projeto no dia 12/12, quarta-feira as 19.30h na Escola Municipal de Arte João Pernambuco no bairro da Várzea, Recife-PE.

Nesse ano o projeto A Porta Aberta faz uma homenagem in memorian à Almir Rodrigues; diretor, ator, poeta e dramaturgo.

O nome dessa bela iniciativa “A Porta Aberta” foi pensado por professores da Escola Municipal de Arte João Pernambuco e inspirado em Peter Brook, diretor e dramaturgo inglês que escreveu o livro “A Porta Aberta – reflexões sobre a interpretação e o teatro”.

A peça nos remete a nossa história, Pernambuco sempre foi um celeiro de grandes batalhas, e de romances proibidos. Essa é a história de amor entre Ana de Ferro e Mauricio de Nassau. A encenação mescla ficção e humor ao introduzir temas relevantes como política, escravidão, feminismo, machismo e arte em um mesmo veículo que os sintetiza através da história do nosso Pernambuco imortal ocorrido no século XVII.

O texto é inspirado na poesia de Vital Corrêa de Araújo e em pesquisas no Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico de Pernambuco. A carioca Miriam Halfim criou um texto histórico com lampejos de ficção apresentado personagens possíveis de terem existido.

FICHA TÉCNICA:

Realização: Grupo Teatral Risadinha

Produtores Associados: Patrícia Assunção e Geraldo Cosmo

Texto: Miriam Halfim

Poesia: Vital Correa Araujo

Encenação e Identidade Visual: Emanuel David D’Lucard

Direção Musical: Samuel Lira

Criação do Cenário: Felipe Lopes

Partitura Corporal: Anderson Henry

Divulgação: Pedro Dias

Contra-regra: William Gomes

 Direção de Arte, Figurino, Pesquisa e Execução: Francis de Souza

Assessoria de pesquisa histórica: Dra Suzana Veiga

Designer de Luz: João Paulo

Operação de Luz: Josinaldo Alves

Confecção do Cenário e Técnico de Som: Marcelo Bonfim

Fotografia: Carlos Kamara

Filmagem/Edição: Carlos Kamara/ Ambar Produtora

Plano de Maquiagem: Cláudia Alves

No Elenco: Claudia Alves, Euclides Farias, Geraldo Cosmo, João Arthur, Patrícia Assunção, Pedro Dias, Marcos Pergentino e Telma Ratta

SERVIÇO I:

Peça: Ana de Ferro, Rainha dos Tanoeiros do Recife.

Local: Escola de Arte João Pernambuco, Avenida Barão de Muribeca, n 116, Várzea, Recife-PE.

Data: 12 de dezembro de 2018, quarta-feira.

Horário: 19:30 h.

Duração: 80 min

Entrada: Acesso Gratuito

Informações:  81: 99536.4746 / 3355-4093 / 3355-4094

PEDRO DIAS, ator

Leia Mais

Comissão de Educação debaterá Projeto de Lei 7.180/2014, denominado “Escola Sem Partido” ou “Lei da Mordaça”

Nesta quarta-feira (12), às 10h, a Comissão de Educação e Cultura realizará uma audiência pública para discutir o papel da “Escola e o Direito de Ensinar e Aprender”. A audiência discutirá o Projeto de Lei 7180/2014 (e apensados a ele), chamado por uns de “Projeto Escola Sem Partido” e por outro de “Projeto de Lei da Mordaça”.

Para debater o tema polêmico, a Comissão, por meio de sua presidente deputada Teresa Leitão, convidou dezenas de instituições interessadas no tema, dentre elas, o Ministério Público de Pernambuco, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sintepe), entidades do movimento estudantil e movimento social. A entrada é livre para quaisquer pessoa que queira participar.

 

SERVIÇO:

Quarta-feira, 12/12

às 10h

Auditório da Assembleia Legislativa

Auditório Sérgio Guerra

Rua da União, 397, Boa Vista, Recife

 

Assessoria de Imprensa Teresa Leitão

Leia Mais

Começa amanha exposição de peças arqueológicos encontradas em obra da Compesa

A abertura da mostra com mais de 200 peças será amanhã (12),às 10h, eterá entrada gratuita

 

 

Uma exposição que reúne parte do acervo arqueológico encontrado (e resgatado) durante as escavações da obra de abastecimento de água realizada pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) no Sítio Histórico de Olinda será aberta a visitação a partir de amanhã (12), às 10h, no Mercado da Ribeira. Mais de 200 peças – dentre as três mil achadas nos últimos cinco meses – compõem a mostra, como faiança, louça, cerâmica, cachimbos, além de materiais em metal, como pregos, moedas do século 18 e 19 e projétil de bala. A abertura da Exposição Resgate e Monitoramento Arqueológico durante Ampliação e Setorização na Rede de Água da Compesa – Sítio Histórico de Olinda  também marcará a inauguração do Espaço Museológico do Laboratório Municipal de Arqueologia de Olinda, localizado no subsolo do Mercado da Ribeira. A exposição é realizada pela Compesa em parceria com a Secretaria de Patrimônio, Cultura, Turismo e Desenvolvimento Econômico de Olinda, e ficará em cartaz durante todo o período de execução da obra de melhoria do abastecimento de água no Sítio Histórico.

 

Os artefatos arqueológicos encontrados pela Compesa, desde o início da obra no Sítio Histórico, em junho deste ano, são datadas dos séculos 17, 18 e 19 – as análises dos materiais ainda estão em andamento – e ajudam a explicar o modo de vida e os costumes que se iniciaram com a primeira vila estabelecida em Olinda, a partir do ano de 1535. “Com essa exposição, vamos proporcionar para a comunidade o contato com os materiais arqueológicos resgatados com a execução da obra, mostrando como os estudos arqueológicos preventivos, assim como o acompanhamento das escavações são importantes para minimizar os impactos causados ao patrimônio, que guarda parte relevante de nossa história”, explica a arqueóloga Gleyce Lopes, pontuando que todo material encontrado pertence a União, tendo em vista a legislação vigente no Brasil.

 

A exposição foi montada de acordo com a composição do material e sua respectiva funcionalidade. Por exemplo, foram separados os vasilhames cerâmicos utilizados para armazenar água e alimentos das faianças utilizadas como pratos e tigelas, assim como há um espaço para os cachimbos de caulim. De acordo com a arqueóloga, a mostra também apresenta a conexão entre as peças e os locais onde esses materiais foram encontrados, por meio da caracterização dos bens culturais achados e as ruas onde foram coletados. Na Rua Saldanha Marinho, ao lado da Academia Santa Gertrudes, foi encontrada a maior quantidade de artefatos. A arqueóloga ainda lembra, que parte desses materiais foram apresentados em escolas do Sítio Histórico, dentro de uma proposta de mostra itinerante para educação patrimonial.

 

“Está sendo um grande desafio para a Compesa as obras no Sítio Histórico. Porém, o resultado do trabalho nos deixa muito satisfeitos  com a contribuição da Compesa no resgate dessas  peças que  revelam um pouco da história de Pernambuco”, afirma Vivaldo Melo, gestor das obras do Programa Olinda+Água, que prevê  até 2021, a distribuição de água diariamente para 15 bairros de Olinda.

 

Segundo Gleyce Lopes, antes de iniciar a obra da Compesa, foi realizado um levantamento detalhado junto ao Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) e outras instituições, como o IAGHPE (Instituto Arqueológico Geográfico e Histórico e Pernambuco), e não há registros de relatórios sobre trabalho semelhante ao feito pela obra da Compesa – embora se saiba que, de fato, ocorreram intervenções parecidas em algumas áreas do Sítio histórico de Olinda, em meados da década de 1990. No entanto, não houve nenhum registro de artefatos encontrados e catalogados.

 

 

SERVIÇO:

Exposição Resgate e Monitoramento Arqueológico durante Ampliação e Setorização na Rede de Água da Compesa – Sítio Histórico de Olinda

Abertura: quarta-feira (12/12), às 10h

Local: Espaço Museológico – subsolo do Mercado da Ribeira (Rua Bernardo Vieira de Melo, s/n, Ribeira)

Período da exposição: durante todo período da execução da obra da Compesa no Sítio Histórico

Horário de visitação: das 8h às 12h, e da 13h às 16h.

Entrada: gratuita

 

Imprensa Compesa.

Foto: Aluísio Moreira

Leia Mais

Prefeitura de Caruaru promove Feira Natalina da Mulher Empreendedora

Além da venda de artigos artesanais a ação também ofertará gastronomia, oficinas gratuitas e apresentações culturais

 

Começa nesta quarta-feira (12) a Feira Natalina da Mulher Empreendedora. A ação será no Marco Zero de Caruaru e seguirá até o sábado (15), das 08h às 17h, com a venda de produtos de diversos segmentos de artesanato e gastronomia. O evento será promovido pela Prefeitura de Caruaru, através da Secretaria de Políticas para Mulheres (SPM), com apoio das secretarias de Ordem Pública e de Serviços Públicos. A ação conta também com apoio do Dieese, Instituto C&A, Instituto ETHOS e BIESP.

 Uma vasta programação está prevista para os dias de evento, e na abertura já será oferecida a oficina gratuita de Reflexologia das Mãos, a partir das 15h. Durante a semana outras intervenções serão realizadas com as oficinas de enfeites natalinos e de enfeites em EVA, nos dias 13, 14 e 15, às 10h, e apresentações culturais às 16h30. Se apresentarão o Grupo de Teatro Mulheres em Cena (dia 12) e o Coral Cantando a Vida (dia 13), ambas da SPM, além do Boi Tira Teima (dia 14) e do Pastoril da Terceira Idade do SCFV da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos de Caruaru (dia 15).

A Feira da Mulher Empreendedora faz parte do projeto “Mulher Empreendedora” da SPM, através do eixo de Políticas de Cidadania e Qualidade de Vida. As contempladas passam por formações sociais que trabalha, entre outros temas, os direitos do consumidor, Lei geral do MEI, educação financeira, atendimento ao cliente e marketing digital, e conta com a parceiros como PROCON e expresso empreendedor. “A importância desse projeto é incentivar o empoderamento e a autonomia econômica das mulheres através do empreendedorismo, buscando também o incentivo para a comercialização dos produtos e serviços que são fruto das ações promovidas por elas”, destacou a secretária da SPM, Juliana Gouveia.

Esta já é a oitava edição da Feira da Mulher Empreendedora. A primeira foi realizada durante o São João de Caruaru, no mês de junho de 2017, no Galpão da Criatividade da Estação Ferroviária. Em todas as exposições, a ação tem atuado como uma importante vitrine de produção e comercialização dos produtos produzidos pelas participantes, contemplando vários locais da cidade, tendo passado, inclusive, pelo Caruaru Shopping.

 

Serviço:

O quê? Feira Natalina da Mulher Empreendedora.

Quando? De 12 à 15 de dezembro de 2018.

Onde? Praça do Marco Zero de Caruaru.

Horário? Das 08h às 17h.

 

Michelle Veloso

Assessora de Imprensa da Secretaria de Políticas para Mulheres

Leia Mais