Prefeitura do Paudalho abre cadastramento para o Programa Minha Casa Minha Vida

Iniciam nesta quinta-feira (24) e seguem até o dia 29 de março de 2019, as inscrições para seleção e cadastro reserva do Residencial Guadalajara I, em Paudalho, um empreendimento do programa Minha Casa Minha Vida – Faixa I. O processo deve ser realizado exclusivamente de forma presencial na sede da Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social que fica na Praça Santa Tereza, nº 91, das 8h às 16h.

Serão entregues à população 288 apartamentos em um investimento de cerca de R$ 21 milhões. Cada prédio terá quatro andares e cada moradia será constituída de dois quartos, uma cozinha conjugada com área de serviço, um banheiro social e uma sala. O residencial fica em Guadalajara, Paudalho, as margens da BR-408. Para se inscrever, o solicitante deve comprovar renda mensal bruta familiar de até R$1.800 e está inscrito no Cadastro Único. O candidato não pode ter sido beneficiado anteriormente em programa de habitação social do Governo, nem possuir casa própria ou financiamento em qualquer Unidade Federal.

Documentos necessários 

Na hora de realizar o processo, o candidato deve estar munido de RG, CPF, Certidão de Nascimento ou Casamento e comprovante de residência. Para portadores de deficiência é necessário apresentar o atestado. Todos os dados e a documentação dos candidatos inscritos serão enviados para a análise da Caixa Econômica Federal, a qual classificará os cadastros em Incompatíveis, Pendentes ou Compatíveis – os que seguirão no processo de seleção. O resultado será divulgado no site da Prefeitura do Paudalho.

Guadalajara II 

Além desse empreendimento, outro residencial, o Guadalajara II será construído no Município. O local ofertará mais 288 unidades habitacionais do Programa Minha Casa Minha Vida, em um investimento de R$21 milhões, o que vai gerar 300 empregos diretos. Unindo esse residencial com o Guadalajara I, serão entregues 576 apartamentos à população paudalhense.

 

Thales Kírion

Assessor de Imprensa

Isak de Castro

Coordenador Executivo de Comunicação Social

Leia Mais

Obra de pavimentação vai ampliar mobilidade no Centro do Paulista

Mais mobilidade no Centro do Paulista. É isso o que a pavimentação da Rua Adeílson João da Silva, também conhecida por Rua da Levada, vai garantir assim que ficar pronta. Com a obra, vai ficar mais fácil e rápido trafegar entre a área central da cidade e aos bairros do Nobre, Paratibe, Jardim Paulista e Arthur Lundgren I. Ontem (22.01), o prefeito do Paulista, Junior Matuto, visitou a localidade para dar a notícia à população.

“Essa é mais uma grande obra de mobilidade que vamos executar. Nosso intuito é oferecer cada vez mais tranquilidade às pessoas que frequentam o Centro. Essa via, por exemplo, já estava no nosso planejamento desde a obra da dragagem do Rio Paratibe. Mas quis o destino que ela fosse executada agora. O bom é que ela será tocada por um ente privado, graças a uma medida de compensação, o que vai reduzir a burocracia”, revelou Junior Matuto.

A pavimentação da via faz parte de uma parceria entre a Prefeitura do Paulista e a Carrilho. A instituição privada, que está executando o Empreendimento Aurora, também no Centro, ficará responsável pelo serviço. Serapião Bispo, que representa a Carrilho, participou do evento e falou sobre a obra. “É bem verdade que uma intervenção desse porte pode trazer algum incômodo para a população, mas os benefícios serão permanentes. Vamos trabalhar para executar uma obra de qualidade e num curto espaço de tempo”, disse.

A moradora Maria das Graças Figueroa, 53 anos, fez questão de participar do evento. Ela disse que já havia perdido a esperança de ver a via pavimentada. “Eu confesso que não acreditava mais que essa rua saísse do papel como vai acontecer. Hoje, nós temos certeza que a rua será pavimentada. Queremos agradecer ao prefeito e a equipe por essa realização”, disse. A comerciante Gerusa Maria da Silva, que reside na via e possui um restaurante há mais de 30 anos, foi além. “Agora minha clientela não vai mais reclamar da poeira e da lama. Estou muito, muito feliz. Tudo vai melhorar”, frisou.

Presente ao evento, o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação do Paulista, Robertinho Couto, convocou a população para fiscalizar a obra. “Os moradores sabem o quanto é importante que esse serviço seja de primeira. Então o que temos o que fazer é fiscalizar a execução, verificar se o material empregado é de boa qualidade, e evitar que pessoas de fora possam levar o que é da obra. Assim, logo logo estaremos aqui de volta para comemorar com vocês a realização de mais essa grande intervenção”, assegurou.

A obra da Rua da Levada vai contemplar os 500 metros da via com asfalto, sistema de drenagem e passeios com acessibilidade. A expectativa é de que o serviço fique pronto entre 120 a 180 dias. O trabalho no local só começa na próxima semana.

Assessoria de Comunicação

 

Leia Mais

Janeiro Branco: mês é destinado à saúde mental e emocional

 

A campanha, criada em 2014, reúne médicos de todo o País. Gláucia Flores, psicóloga da Aliança Instituto de Oncologia, explica a importância do movimento

O mês de janeiro foi escolhido para conscientizar a população sobre a importância de manter uma vida equilibrada, frisando a saúde mental e emocional. Criado em 2014, o janeiro branco busca ainda desmistificar o acompanhamento psicológico em casos de eventualidades mentais e emocionais. A campanha surgiu em 2014, em Uberlândia, e atualmente é adotada por entidades médicas de todo o Brasil.

Gláucia Flores, psicóloga da Aliança Instituto de Oncologia destaca que grande parte da população prioriza o bem-estar físico, esquecendo muitas vezes, de zelar pela saúde da mente. “A saúde mental, psicológica e emocional é tão importante quanto à saúde física. Da mesma forma que a pessoa vai ao nutricionista para cuidar da alimentação, no cardiologista para cuidar do coração, deve ir ao psicólogo ou terapeuta para cuidar também da parte interior”, enfatiza a especialista.

Segundo a psicóloga, o mês de janeiro foi escolhido por ser a porta de entrada para um novo ano, em que são estabelecidas novas metas e a adoção de novos hábitos. “Ainda existe preconceito, já que doenças emocionais e psíquicas, como ansiedade, depressão e compulsões, não são palpáveis. Elas não aparecem em exames como uma cardiopatia, por exemplo, e requerem um tratamento baseado em confiança entre o paciente e o profissional”, complementa Gláucia.

Ela afirma que a visão do acompanhamento psicológico está mudando, mas essa evolução é lenta. “Ainda se tem muito no imaginário social de que psicólogo é para loucos, quando na verdade trata-se do profissional que pode ajudar na vida do paciente, ajudá-lo a ser e se sentir alguém melhor e mais feliz”, ressalta.

Mas então como se cuidar?
Gláucia orienta que a manutenção de uma vida mental saudável inclui a prática de atividades simples que podem parecer complexas no dia a dia. De acordo com ela, é necessário buscar um tempo para si, para aliviar a mente das atividades que desgastam o psicológico todos os dias. “Meditação e psicoterapia são práticas que podem ajudar a sair de um contexto problemático e buscar o autoconhecimento”, finaliza

Banco de Imagens

Raiane Wentz
imprensa@grupobjetiva.com

 

 

Leia Mais

Tribunal do Trabalho de Pernambuco passa por correição

O Corregedor-geral da Justiça do Trabalho visita o órgão, nesta semana, para averiguar a prestação de serviços e fazer recomendações
O corregedor-geral da Justiça do Trabalho, ministro Lélio Bentes Corrêa, realiza correições ordinárias no Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região (TRT-PE) entre 21 e 25 de janeiro, período em que irá examinar autos, registros e documentos das Secretarias e Seções Judiciárias, além de outros materiais que considerar necessários.
A quarta-feira (23) será reservada para o atendimento àqueles que agendarem audiência com o ministro, marcação que foi previamente divulgada por diversos meios.
Já no dia 25, a partir das 9h, na Sala de Sessões do Pleno, no edifício-sede do Regional, o ministro concederá entrevista coletiva. O corregedor registrará em ata os detalhes de sua análise e as recomendações para o Tribunal, a ser lida em sessão pública no final dos trabalhos, logo após a coletiva.
 
Núcleo de Comunicação Social do Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região

Leia Mais

Exames preventivos do câncer de mama em Olinda

A mamografia é para as mulheres na faixa etária de 50 a 69 anos

Neste mês de janeiro, o mamamóvel mantém o ritmo realizando exames preventivos de mamografia nas mulheres olindenses em diversos bairros. O serviço é gratuito e coordenado pela Secretaria de Saúde do município. Serão disponibilizadas 80 fichas diárias, sendo 40 no turno da manhã e 40 à tarde, e o atendimento acontece sempre das 8h às 17h.

A unidade itinerante facilita o atendimento para população e ajuda, sobretudo, no acesso das mulheres idosas e com deficiência, que precisam dos exames. Dados do Ministério da Saúde – Sistema de Informações Ambulatoriais do SUS (SIA/SUS), consulta: 03/01/19 apontam que Olinda realizou 9.467 exames de mamografia até outubro de 2018. Os dados consolidados ainda não foram divulgados pelo MS.

Além do caminhão do mamamóvel, o público feminino pode procurar a Policlínica da Mulher Sony Santos, na Av. Presidente Kennedy, 3433 em Peixinhos, e a Policlínica da Mulher de Olinda, Avenida Joaquim Nabuco, 650, Varadouro. Outro local de atendimento é a Clínica DImagem, na  Avenida Sigismundo Gonçalves, 150, também no Varadouro.

Atendimento

O exame tem o objetivo de prevenir o câncer de mama. Para ser atendida, a mulher só precisa levar o cartão do SUS, documento de identidade e pegar a ficha que será distribuída por ordem de chegada. O Instituto Nacional de Câncer (INCA), ligado ao Ministério da Saúde, recomenda que mulheres na faixa etária de 50 a 69 anos devem realizar o procedimento.

Observação Importante: Mulheres fora dessa faixa que tenham histórico familiar ou parentes de 1º grau (mãe, irmã e avó) devem realizar os exames 10 anos após o ano do diagnóstico do câncer no parente.

Veja abaixo a tabela dos locais de realização dos exames no mês de janeiro.

Foto: Sandro Barros / PMO

Comunicação Olinda

Leia Mais