Agricultores de mais nove municípios pernambucanos terão direito ao Garantia-Safra thumbnail

Agricultores de mais nove municípios pernambucanos terão direito ao Garantia-Safra

agricultura

Agricultores e agricultoras familiares de mais nove municípios pernambucanos conquistam direito ao Garantia-Safra. Ao todo, 15.139 famílias foram contempladas e receberão, cada uma, o valor de R$ 850, totalizando o montante de R$ 10,18 milhões. Além dos beneficiários da edição 2018-219 do programa, também foram incluídos na lista agricultores de folhas remanescente do Garantia-Safra, elevando o total de beneficiados para 16.929 e o montante liberado para R$ 14,67 milhões.

Após recurso apresentado pelas prefeituras municipais, sob orientação da Secretaria de Desenvolvimento Agrário, tiveram as perdas comprovadas (de 50% ou mais da safra) as cidades de Granito, Ipubi, Ouricuri, Santa Cruz, Trindade (Sertão do Araripe); Dormentes, Orocó (Sertão do São Francisco), Parnamirim (Sertão Central) e Tupanatinga (Agreste Meridional). Com os novos municípios contemplados, a coordenação estadual do programa contabiliza um total de pouco mais de 70 mil famílias beneficiadas, distribuídas em 61 municípios.

Em um primeiro momento, esses municípios foram classificados como se não tivessem registrado perda na safra 2018-2019 pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), mas após recurso, tiveram as suas perdas comprovadas.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Agrário de Pernambuco, Dilson Peixoto, apesar das mudanças nos critérios de avaliação da Coordenação Nacional do Garantia-Safra terem contemplado, num primeiro momento, apenas 39 municípios, a coordenação estadual do Programa orientou as prefeituras a contestarem os resultados. O que resultou, até agora, na reversão das análises negativas de 22 municípios, que passaram a ter direito ao benefício. “Nossa equipe da Coordenação Estadual do programa continua à disposição das gestões municipais para tirar dúvidas e buscar as documentações, laudos e vistorias técnicas necessárias para apresentação de recurso ao ministério”, detalhou o secretário.

De acordo com o coordenador estadual do Garantia-Safra, Tarcísio Pontes, alguns agricultores desses municípios não tiveram os recursos liberados por divergências cadastrais. Nesse caso, esses trabalhadores rurais inscritos no programa precisam procurar as secretarias municipais parceiras do Garantia-Safra em suas cidades para corrigir os dados para serem incluídos nas próximas folhas do programa.

Foto: Josué da Mata/DAS

Leia Mais

Programa vai inserir adolescentes da Funase em oficinas de educação para o trabalho thumbnail

Programa vai inserir adolescentes da Funase em oficinas de educação para o trabalho

Funase

Acessuas será executado por municípios onde há unidades socioeducativas, com articulação da Secretaria Executiva de Assistência Social de Pernambuco

Adolescentes do sistema socioeducativo em Pernambuco serão inseridos em oficinas do Programa Acessuas Trabalho. Por meio da iniciativa, esse público poderá se capacitar em temáticas voltadas ao ingresso no mercado, como elaboração de currículos e empreendedorismo. Financiado pelo Governo Federal no âmbito do Sistema Único de Assistência Social (Suas), o programa será executado por municípios pernambucanos, com articulação da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude do Estado (SDSCJ), por meio da Secretaria Executiva de Assistência Social e da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase).

O funcionamento das oficinas ocorrerá conforme a dinâmica de cada região. Em alguns casos, principalmente no regime de semiliberdade, os socioeducandos serão inscritos em atividades realizadas em ambientes externos, com apoio para alimentação e deslocamento. Em outras ocasiões, principalmente nas que envolverem socioeducandos em internação, as oficinas serão promovidas dentro das instalações da Funase. O projeto será executado em vários municípios onde a instituição tem unidades, como Recife, Jaboatão dos Guararapes, Cabo de Santo Agostinho, Vitória de Santo Antão, Caruaru, Arcoverde e Petrolina.

Em reunião promovida de forma virtual, 32 gestores e assessores da Funase conheceram os objetivos do programa. O passo seguinte foi o estreitamento do contato com técnicos nos municípios, que realizarão esse trabalho de forma atrelada aos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e aos Centros Especializados de Referência de Assistência Social (Creas). Nos Centros de Internação Provisória e na Unidade de Atendimento Inicial (Uniai), onde o tempo de permanência dos adolescentes é menor, a Funase fará encaminhamentos para que o programa possa atendê-los mesmo que não estejam mais na instituição.

“Apresentamos normativas relacionadas ao Acessuas e também a informação, aos gestores da Funase, de que alguns dos usuários que podem ser mobilizados para participar do programa são os socioeducandos atendidos pela instituição”, afirmou a coordenadora de Programas e Benefícios da Proteção Básica da Secretaria Executiva de Assistência Social de Pernambuco, Lorena Perruci.

Segundo a superintendente da Política de Atendimento da Funase, Íris Borges, atuar pela educação para o trabalho de forma atrelada à rede de assistência social é uma iniciativa diferenciada no processo de reinserção desses adolescentes e jovens no convívio coletivo. “Tivemos a informação de que os recursos federais e as metas para o programa ainda não foram esgotados na maioria dos municípios onde a Funase tem unidades, de modo que será possível realizá-lo de forma ampla”, avaliou.

Imagem: Divulgação/Funase

Leia Mais

Operação Pit Stop distribui máscaras em Carpina e Goiana thumbnail

Operação Pit Stop distribui máscaras em Carpina e Goiana

julho 20, 2020
Governo do Estado, Pernambuco Notícias

detran

O Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria de Políticas de Prevenção à Violência e às Drogas – SPPVD, e o Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco – DETRAN-PE, em parceria com Central Única das Favelas – CUFA, fizeram a distribuição de 3 mil máscaras dentro da Operação Pit Stop.

A ação que aconteceu nos municípios de Carpina e Goiana, Zona da Mata, foi realizada no modelo “drive-thru”, e o DETRAN-PE disponibilizou equipes de agentes de trânsito e viaturas, além de motos que fizeram a entrega de máscaras nos centros das cidades. Já equipes compostas por servidores da SPPVD e representantes da CUFA fizeram entrega das máscaras nas comunidades próximas do local da ação.

O plano de convivência apresentado pelo Governo de Pernambuco para o enfrentamento do COVID-19, o qual estabelece protocolos gerais e setoriais para o funcionamento e retorno das atividades econômicas, visa melhorar os fatores de proteção e, com isso, evitar a proliferação do Covid-19, com medidas protetivas. 

Leia Mais

Pesquisa vai analisar efeitos da pandemia na qualidade de vida dos servidores thumbnail

Pesquisa vai analisar efeitos da pandemia na qualidade de vida dos servidores

 Objetivo do levantamento é subsidiar o plano de retomada das atividades presenciais da administração estadual

O Governo de Pernambuco lançou uma pesquisa para analisar os efeitos provocados na vida dos servidores, empregados públicos e demais colaboradores da gestão estadual pela pandemia do novo coronavírus. O estudo, realizado pela Secretaria de Administração do Estado, tem como objetivo subsidiar o plano de retomada das atividades presenciais da administração pública.

 A sondagem, composta de questões de múltipla escolha, estará disponível no site da Secretaria de Administração, no link: bit.ly/pesquisa-situacional, até a próxima sexta-feira (24.07). Para responder ao questionário, o servidor deverá acessar o endereço eletrônico www.sad.pe.gov.br, clicar no link, que abrirá automaticamente a pesquisa.

 “Entendemos que a mudança de rotina afetou não somente o funcionamento dos órgãos e entidades estaduais mas, sobretudo, a vida das pessoas. Por isso, queremos conhecer melhor os efeitos da pandemia da Covid-19 no dia a dia dos nossos colaboradores, sejam eles servidores, empregados públicos, militares ou contratados temporários”, pontuou a secretária de Administração, Marília Lins.

 A pandemia modificou completamente a rotina em todo o mundo, obrigando muitos países a adotarem uma série de medidas restritivas à circulação e a convivência das pessoas. Tais restrições, naturalmente, afetaram o funcionamento do comércio, indústria, instituições de ensino e – como não poderia ser diferente – dos órgãos públicos.

 Nesse contexto, e visando reduzir o contágio da doença, o Governo de Pernambuco adotou, no primeiro momento, a modalidade de trabalho à distância para as pessoas que não estavam relacionadas diretamente à prestação de serviços essenciais ao enfrentamento da Covid-19.

 De acordo com o secretário executivo de Pessoal e Relações Institucionais, Adailton Feitosa, após os desafios iniciais é chegada a hora de planejar de forma estratégica o retorno seguro dos serviços presenciais. “O plano de retomada das atividades presenciais tem como princípio norteador a preservação da vida e do bem-estar físico e mental dos servidores públicos e de todos os indivíduos, que buscam as nossas repartições, alinhada à qualidade e à eficiência na prestação dos serviços. Nesse sentido, desenvolvemos a pesquisa a fim de balizar as ações de retomada nos mais diversos órgãos e entidades da administração estadual”, explicou, aproveitando para convocar todos os servidores a responderem a pesquisa até o próximo dia 24 deste mês.

Leia Mais

Governo de PE lança pesquisa para analisar efeitos causados pela pandemia na qualidade de vida dos servidores thumbnail

Governo de PE lança pesquisa para analisar efeitos causados pela pandemia na qualidade de vida dos servidores

sad

O Governo do Estado de Pernambuco, por meio da Secretaria de Administração (SAD), elaborou uma pesquisa com intuito de analisar os efeitos provocados na vida dos servidores, empregados públicos e demais colaboradores em relação à pandemia do novo coronavírus. O estudo tem como objetivo subsidiar o plano de retomada das atividades presenciais da administração pública estadual.

A sondagem, composta de questões de múltipla escolha, estará disponível no site da Secretaria de Administração, através do link: bit.ly/pesquisa-situacional, até a próxima sexta-feira (24). Para responder ao questionário, o interessado deverá acessar o endereço eletrônico: www.sad.pe.gov.br, clicar no link, que abrirá automaticamente a pesquisa.

“Entendemos que a mudança de rotina afetou não somente o funcionamento dos órgãos e entidades estaduais, mas sobretudo a vida das pessoas. Por isso, queremos conhecer melhor os efeitos da pandemia da Covid-19 no dia a dia dos nossos colaboradores, sejam eles servidores, empregados públicos, militares ou contratados temporários”, pontuou a secretária de Administração, Marília Lins.

A pandemia modificou completamente a rotina em todo o mundo, obrigando muitos países a adotarem uma série de medidas restritivas à circulação e a convivência das pessoas. Tais restrições, naturalmente, afetaram o funcionamento do comércio, indústria, instituições de ensino e – como não poderia ser diferente – dos órgãos públicos.

Neste contexto, o Governo de Pernambuco, para diminuir o contágio da doença, adotou no primeiro momento, a modalidade de trabalho à distância para as pessoas que não estavam relacionadas diretamente à prestação de serviços essenciais ao enfrentamento da Covid-19.

De acordo com o secretário executivo de Pessoal e Relações Institucionais, Adailton Feitosa, após os desafios iniciais é chegada a hora de planejar de forma estratégica o retorno seguro dos serviços presenciais. “O plano de retomada das atividades presenciais tem como princípio norteador a preservação da vida e do bem-estar físico e mental dos servidores públicos e de todos os indivíduos, que buscam as nossas repartições, alinhada à qualidade e à eficiência na prestação dos serviços. Neste sentido, desenvolvemos esta pesquisa a fim de balizar as ações de retomada nos mais diversos órgãos e entidades da administração estadual”, atestou a secretário.

Adailton Feitosa finalizou sua fala convocando todos os servidores a participarem da pesquisa. “Para termos um planejamento adequado de retomada presencial das nossas atividades é fundamental a colaboração de todos. Por isso é importante enviar as respostas até o próximo dia 24”, concluiu ele.

Leia Mais