fiscalizacao-da-cprh-apreende-passaros-e-guaiamuns-no-recife-e-em-municipios-do-agreste-e-sertao-pernambucanos

Fiscalização da CPRH apreende pássaros e guaiamuns no Recife e em municípios do Agreste e Sertão pernambucanos

Técnicos da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) apreenderam, na feira do Cordeiro, na Região Metropolitana do Recife, 54 pássaros silvestres de diversas espécies, 85 guaiamuns, além de três veículos que conduziam gaiolas com pássaros, entre eles um táxi. A operação teve início por volta das 5h e contou com o apoio de policiais da Companhia Independente de Policiamento do Meio Ambiente (Cipoma) e da 2a Seção da Polícia Militar de Pernambuco.

Entre as espécies de pássaros, há canário-da-terra, papa-capim, caboco, bigode, azulão, sabiá-golada, craúna, galo-de-campina, além de um papagaio-verdadeiro (Amazona aestiva). De acordo com o chefe do setor de Gestão de Fauna, Iran Vasconcelos, os guaiamuns foram apreendidos por estarem fora dos padrões para serem comercializados, a exemplo da carapaça com menos de sete centímetros, e também pela quantidade de fêmeas.

Em relação aos veículos apreendidos, Vasconcelos informou que eles foram enquadrados como objeto do crime, conforme estabelecido na Lei de Crimes Ambientais. “Na operação foram aplicadas multas no valor total de R$ 35 mil reais e ainda foi dado andamento a processos criminais”, explicou. Os infratores foram autuados com penalidades de apreensão de aves silvestres e devem responder por crime ambiental.

Os animais apreendidos foram encaminhados ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas Tangara), unidade que pertence ao CPRH. No local, os pássaros receberão os cuidados de veterinários e biólogos, antes de serem reintroduzidos em seu ambiente natural. Quanto aos crustáceos, Iram Vasconcelos informou que em breve eles serão soltos na Área de Proteção Ambiental (APA) de Santa Cruz, em Itamaracá, na Região Metropolitana do Recife.

Agreste e Sertão – No último sábado (27), fiscais da Unidade de Gestão de Fauna (UGF) apreenderam 25 pássaros silvestres em residências e estabelecimentos comerciais, nos municípios de Garanhuns e Arcoverde. De acordo com os fiscais, alguns pássaros por estarem em condições de soltura, foram levados para o município de Sertânia, Sertão do Moxotó, onde foram libertados na caatinga.  “Os outros foram encaminhados ao Cetas, onde vão passar pelo processo de reabilitação, em seguida serão soltos na natureza”, afirmou Vasconcelos

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *