Jaboatão: AUDIÊNCIA PÚBLICA DA LDO FOI UMA “FESTA DEMOCRÁTICA”

Dentre as muitas atribuições de uma Câmara de Vereadores está a função de legislar e fiscalizar as ações do Poder Executivo. Quando isto e feito em conjunto com o povo se torna algo da maior importância para a vida da cidade. É nas audiências públicas que o cidadão comum tem a oportunidade de ir à tribuna e falar livremente o que pensa e dar a sua contribuição para interferir nos destinos do município. Anteontem, foi um desses dias de festa para a Câmara de Vereadores de Jaboatão com a realização da audiência pública sobre a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2018.
AUDIÊNCIA PÚBLICA DA LDO FOI UMA “FESTA DEMOCRÁTICA”

Com ampla participação de cidadãos dos mais variados segmentos da sociedade civil organizada o evento foi elogiado pelos representantes da Prefeitura e pelos parlamentares. “Abrimos as portas da Casa do Povo para que a população participasse livremente dessa importante discussão. O plenário ficou lotado e as pessoas que foram falar na tribuna deram uma excelente contribuição para o projeto da LDO. É desta maneira, respeitosa, democrática e participativa que estamos construindo uma cidade melhor”, comentou o presidente da Câmara, vereador Adeíldo da Igreja.

O evento contou com a participação de praticamente todo secretariado da Prefeitura, líderes comunitários, sindicalistas e representantes de movimentos sociais, além de cidadãos comuns que compareceram ao plenário para acompanhar a apresentação do plano que vai definir a aplicação dos recursos do município no próximo ano.

LUTO – Antes de terminar a audiência da LDO o presidente da Casa abriu espaço para registrar um fato triste. Visivelmente abalado Adeíldo apresentou “Voto de Profundo Pesar” pelo falecimento da senhora Severina Pena, carinhosamente chamada por todos os amigos de Tia Pena.

Ela faleceu ontem, aos 72 anos, vítima de acidente de trânsito. Tia Pena era catequista da Igreja de Nossa Senhora do Rosário. “Que Deus possa consolar a família neste momento de dor e saudade. É uma grande perda para a família e também para os seus amigos que a admiravam por sua simpatia e pela dedicação às causas da igreja”, afirmou Adeíldo.

Em homenagem póstuma foi observado um minuto de silêncio antes do encerramento da audiência pública.

Pedro Tinoco – Imprensa CMJG

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Current ye@r *