Lula e Dilma desviaram 150 milhões de dólares do BNDES em 2014

O relatório da CPI do BNDES apresentado pelo deputado Altineu Côrtes (PL-RJ), pediu o indiciamento dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff.

O documento, de 395 páginas, mostra indícios de que Dilma e Lula cometeram crimes de formação de quadrilha e corrupção passiva. Segundo as denúncias, empreiteiras brasileiras recebiam grandes financiamentos do BNDES para fazer obras no exterior. Em troca, pagavam altas propinas ao governo federal e ao Partido dos Trabalhadores.

O deputado disse no texto que “Esses saldos somavam, em 2014, cerca de 150 milhões de dólares”. “De acordo com os documentos acostados aos autos da CPI/BNDES, os saldos das contas vinculadas aos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff foram formados pelos ajustes sucessivos de propina do suposto esquema BNDES e de um outro suposto esquema similar, que funcionou no âmbito dos fundos Petros e Funcef”, complementou.

A informação foi divulgada pelo relator da CPI do BNDES

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Current ye@r *