Nos Bastidores da Política

Do Blog do jornalista Fernando Machado

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, astronauta Marcos Pontes e demais membros da comitiva do Ministério, se reuniram quarta-feira, em Nova Delhi, no Indian Council of Medical Research (Conselho Indiano de Pesquisa Médica), um dos mais antigos institutos de pesquisa médica no mundo. É o órgão do governo indiano responsável pela formulação, coordenação e promoção de pesquisa na área biomédica, assim como da estratégia de combate à Covid-19. A instituição participou do desenvolvimento da Covaxin com a empresa Bharat Biotech.

Pesquisadores escoceses realizaram o primeiro estudo sobre a eficácia da vacina produzida pela farmacêutica AstraZeneca, a mesma que a Fiocruz tem parceria, em condições reais. No país, 22% da população já foi vacinada com a primeira dose dos imunizantes da AstraZeneca ou da Pfizer até o dia 18 de fevereiro. Os pesquisadores escoceses analisaram um conjunto de dados cobrindo toda a população escocesa de 5,4 milhões, dos quais 1,3 milhão foram vacinados. Ao comparar os vacinados com os não vacinados, os cientistas viram fortes evidências de proteção.

Viajantes de diversos países escolheram duas praias brasileiras entre as preferidas ao redor do mundo. A Baía do Sancho, localizada em Fernando de Noronha, e a Baía dos Golfinhos, na Praia da Pipa em Tibau do Sul (RN), aparecem, respectivamente, na terceira e décima posição do prêmio Travellers´ Choice, o melhor dos melhores, do site de viagem TripAdvisor. Os destinos brasileiros foram selecionados com base no feedback dos usuários da plataforma.

Bravo, Bella Schineider!

O Centro Cultural Brasil-Alemanha (CCBA) promove uma apresentação da cantora e compositora Bella Schneider hoje, às 19h, pelo canal do espaço cultural no YouTube. Para esse pocket show especial, a pernambucana preparou versões acústicas para músicas de alemães como Tim Bendzko e Phillip Poisel e de artistas de outros países, como a norte-americana Lady Gaga e a inglesa Dua Lipa. Também fez versões para composições próprias que integram o primeiro álbum de estúdio dela. Lançado em novembro de 2020, “ELA” está disponível em várias plataformas de streaming.


Bella Schneider (Foto: Johann Schneider)

Parte dessa mistura se dá pelo fato de que a artista tem familiares alemães, como é possível imaginar por causa do sobrenome desta pernambucana. Bella Schneider já morou no país europeu e, em 2020, tornou-se Alumni CCBA para aprofundar seu conhecimento do idioma. Essa é, por sinal, uma escolha comum entre pessoas que têm familiares em outros países ou mesmo que passaram a infância nestes lugares, pois assim elas podem estudar questões gramaticais específicas, por exemplo.


A cantora e compositora Bella Schneider (Foto: Johann Schnieder)

Tão importante na vida de Bella Schneider, a música faz parte do processo de aprendizado da artista. Bella Schneider, que também canta em inglês e espanhol, compôs recentemente uma homenagem para a sua Oma / avó, Christina Petronella Schneider.

Nascida no Recife, Bella Schneider ficou nacionalmente conhecida ao participar da quarta temporada do programa The Voice Brasil. Mas ela começou a se interessar pela música bem antes: Compôs a primeira música aos 5 anos de idade e, aos 8, começou a ter aulas de piano, canto, dança e teatro. Aos 11 anos, Bella Schneider
 se apresentou como solista de um coral no Recife e ganhou bolsas de estudo no Brasil e Europa.

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *