OS 100 ANOS DE JACKSON DO PANDEIRO

De Cláudio de Melo Silva – Olinda/PE

Jackson do Pandeiro foi um cantor e compositor de forró e samba brasileiro, assim como de seus diversos subgêneros, a citar: baião, xote, xaxado, coco, arrastapé, quadrilha, marcha, dentre outros. Também conhecido como O Rei do Ritmo. Paraibano de Alagoa Grande, Jackson nasceu em 31 de agosto de 1919, no Engenho Tanques, com o nome de José Gomes Filho. Ele era filho de uma cantadora de coco, Flora Mourão. Através dela Jackson começou a tomar gosto pelo ritmo como tocador de zabumba. Após a morte do pai, José Gomes, no início dos anos 30, a família decide mudar-se para Campina Grande. Gravaram obras suas, entre outros, Djavan, Gal Costa, João Bosco, Geraldo Azevedo, Genival Lacerda, Cascabulho, Leila Pinheiro, Mestre Ambrósio e Moraes Moreira.

Seu nome artístico nasceu de um apelido que ele mesmo se dava: Jack, inspirado em um mocinho de filmes de faroeste, Jack Perry. A transformação para Jackson foi uma sugestão de um diretor de programa de rádio. Dizia que ficaria mais sonoro e causaria mais efeito quando fosse ser anunciado. Somente em 1953, com trinta e cinco anos, Jackson gravou o seu primeiro grande sucesso: “Sebastiana”. Logo depois, emplacou outro grande hit: “Forró em Limoeiro”. No Rio de Janeiro, já trabalhando na Rádio Nacional, Jackson alcançou grande sucesso com “O Canto da Ema”, “Chiclete com banana” e “Um a Um”. Ainda bem que naquela época não existia esse INFINDÁVEL tema de “dor de corno” das músicas de hoje, gravadas por cantores “Sertanejos”.

Os críticos ficavam abismados com a facilidade de Jackson em cantar os mais diversos gêneros musicais: baião, coco, samba-coco, rojão, além de marchinhas de carnaval. Sua discografia compreende mais de 30 álbuns lançados no formato LP. Desde sua primeira gravação, “Forró em Limoeiro”, em 1953, até o último álbum, “Isso é que é forró!”, de 1981, foram 29 anos de carreira artística, tendo passado por inúmeras gravadoras. Portanto, esta é a minha singela homenagem pelo ano do seu centenário. Vejamos agora oito minutos de sua apresentação no programa do Raul Gil que na oportunidade juntos relembraram alguns sucessos desse irreverente cantor nordestino. Cliquem no link abaixo e um bom final de semana, junto aos seus familiares.

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Current ye@r *