OS SEMBLANTES DOS MINISTROS E POLÍTICOS

De Cláudio de Melo Silva – Olinda/PE

Acredito que não seja preciso ser um psicólogo para ler nos traços fisionômicos de alguém o seu caráter. Parece que Deus delineia nesses traços a leitura do histórico das nossas atitudes praticadas durante o passado. As nossas ações pregressas ficam estampadas nesses traços do semblante. A aparência facial dos ministros e políticos que fizeram “peraltices” com o dinheiro dos nossos impostos denota no mínimo um ar de cinismo. Agora, observem atentamente para os semblantes dos ministros do presidente Bolsonaro e tentem fazer essa leitura dos seus traços fisionômicos. No rosto da maioria está estampada a imagem da integridade moral, da competência, da responsabilidade e seriedade com a administração pública.

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, está constatando agora com que tipos de ministros ele está lidando. São pessoas sérias, alheias a politicagem e conchavos espúrios. O desenvolvimento do trabalho deles não se alia a ideologias políticas. O partido deles é o do povo, o qual tem a esperança que entre eles e os governadores e prefeitos as intenções sejam recíprocas. Portanto que haja uma fiscalização das verbas que serão entregues aos Estados e municípios. Um desses ministros, dando entrevista na televisão ao lado do nosso governador, deixava transparecer dedicação com a coisa pública. Os telespectadores mais sensíveis puderam notar uma áurea de pureza e de boas intenções nos traços fisionômicos dele e em suas promessas.

O governador parecia admirado com o que ouvia. Eu acho que ainda existam alguns crápulas em nossa política e infiltrados nos “jogos do poder” que nem precisa saber quantos processos eles têm nas costas. Basta notarmos as suas expressões fisionômicas de canalhas, alguns do quais ainda acham um absurdo ser citados pelos órgãos federais da justiça. Porém, eles não irão abalar a integridade moral e a intenção de desenvolvimento do país, por parte daqueles políticos e ministros que querem trabalhar realmente pelo bem do povo, e que agora parece ser a maioria. Mas um semblante que impunha respeito e um olhar que os idiotas não conseguiam fitar e baixavam o olhar era o de Jesus Cristo. Falando nele, como diz uma canção que fala da sua história, intitulada: “O HOMEM” de autoria do Roberto Carlos: “… ainda ha tempo de plantar / Fazer dentro de si a flor do bem crescer…”Portanto, Glória a Deus nas alturas e bons resultados às ações dos homens de boa vontade!

 

NOTA: Aos leitores que estou acrescentando em minha lista de contatos, esclareço que tenho os meus artigos publicados no blog do jornalista Robson Sampaio (www.robsonsampaio.com.br) de 2ª à 6ª feira pela manhã e às 18 horas em segunda edição, além das cópias enviadas para vários jornais do País. Amanhã falarei de problemas que estão existindo na Escola Municipal Ana Maria da prefeitura do Cabo de Santo Agostinho.

 

Relembrem agora esta música do Rei, clicando no link abaixo:

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Current ye@r *