Sala do Empreendedor nos Bairros oferece atividades gratuitas na Várzea

Projeto itinerante acontece entre a próxima segunda (2) e sexta-feira (6)

Palestras, oficinas e minicursos gratuitos serão oferecidos para os empreendedores que possuem micro ou pequenas empresas e também para quem deseja abrir o próprio negócio, entre a próxima segunda (2) e sexta-feira (6). As atividades serão realizadas na Escola Lar Fabiano de Cristo, que fica na Avenida Afonso Olindense, 1946, Várzea – em frente à Praça da Várzea, no turno da noite.

A ação contemplará os moradores dos bairros da Várzea, Cidade Universitária, Torrões, Engenho do Meio, Zumbi e adjacências. Gestão financeira para micro e pequena empresa, formalização do empreendimento, marcas e patentes, educação financeira, atendimento ao cliente e administração competitiva serão algumas das temáticas abordadas durante a semana. O público também poderá ser atendido individualmente por um consultor do Sebrae.

A Sala do Empreendedor nos Bairros é promovida pela Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Desenvolvimento e Empreendedorismo, em parceria com o Sebrae e a Poupa Mais Brasil.

 

Confira a programação completa da Sala do Empreendedor nos Bairros – Várzea:

 

02/05 – das 18h30 às 21h

Credenciamento

Palestras de abertura

SALA 1 – QUERO ABRIR MINHA EMPRESA
Palestras – 19h às 21h

03/05 – Passo a Passo para Formalização
04/05 – INPI – Marcas e Patentes
05/05 – Educação Financeira (Módulo 01)
06/05 – Educação Financeira (Módulo 02)

SALA 2 – EMPREENDEDOR INDIVIDUAL
Oficinas – 18h às 22h

03/05 – SEI Vender
04/05 – SEI Controlar Meu Dinheiro
05/05 – SEI Planejar
06/05 – SEI Crescer
SALA 3 – MICRO E PEQUENA EMPRESA
Palestras – 19h às 22h

03/05 Marketing para o Sucesso Empresarial
04/05 Gestão Financeira para Micro e Pequena Empresa
05/05 Atendimento ao Cliente
06/05 Administração Competitiva
Serviço:

Sala do Empreendedor nos Bairros – Várzea

Escola Lar Fabiano de Cristo – Avenida Afonso Olindense, 1946, Várzea (em frente à Praça da Várzea)

Mais informações: 0800.281.3535

Leia Mais



A realidade cor-de-rosa da favela

Autora se inspira na história de vida do marido para escrever livro retratando a infância na comunidade

Clique  na  imagem  para  fazer  o  Download...

Ficha Técnica
Editora Mundo Mirim
Autor: Dílvia Ludvichak
Ilustração: Rogério Coelho
Formato: 16×23
I.S.B.N.: 978-85-8232-016-7
Número de páginas: 32
   Baseado na história do marido, que cresceu em uma favela, a jornalista catarinense Dílvia Ludvichak, escreveu o livro Favela. A obra retrata a trajetória do menino Pepeu. Nascido no Morro do Dendê (Rio de Janeiro) ele é uma criança sagaz e inteligente, que conta seus pensamentos e descobertas sobre o lugar onde mora.

Com imensa felicidade, ele mostra um mundo todo colorido, onde as principais preocupações das crianças são apenas as suas diversas brincadeiras:

 “Empinar pipa na laje,
jogar bola,
brincar de pique-esconde,
pique-bandeira e outras brincadeiras era parte de nosso dia.”

  Além de contar um pouco do seu dia a dia, Pepeu também fala sobre acontecimentos históricos de grande valia, como a origem da Favela, por exemplo. De acordo com o personagem, ela surge depois da Guerra de Canudos, época na qual os soldados que voltaram para o Rio de Janeiro ocuparam o Morro da Providência, chamando-o “Morro da Favela”.

Com linguagem simples e poética, o livro mostra outra visão sobre o viver infantil nas comunidades: sob o olhar lúdico de uma criança, a obra retrata uma vida cheia de aspectos mágicos, na qual a simplicidade não é motivo para deixar de ser feliz.

“A gente torcia para que os dias passassem ligeiro e que o final da tarde viesse com chuva, pois a chuva, para quem não sabe, lava coração de menino.”

   Apesar de toda a beleza retratada dentro da comunidade, a autora também mostra que lá existem perigos. Retratados de forma leve e sutil, têm sua expressão máxima na seguinte fala do personagem principal:

“E tínhamos medo das coisas próprias da favela, para as quais a
gente bem cedo é treinado. Menino de favela precisa ser sagaz”

   Mesmo assim, a cada página ainda predomina a faceta bela e colorida do viver no morro: Pepeu sempre é descrito como uma criança feliz e despreocupada.

Com muitos desenhos feitos em mosaico (trabalho de Rogério Coelho,ilustrador profissional de vários livros e revistas desde 1997), as gravuras atingem um efeito tridimensional, algo que chama a atenção de um grande público infantil.

Por fim, pode-se dizer que Dílvia Ludvichak teve uma grande ideia ao abordar emFavela aspectos da realidade das comunidades muitas vezes desconhecidos ao público infantil. Indo além da violência falada nos noticiários, a autora mostra que a vida dentro da favela é muito mais do que o “cinza” visto por quem está de fora.   

“Às vezes eu penso que o mundo olha para a favela como num espelho distorcido. Há tanta coisa bonita que não aparece, há tanta coisa que enobrece a alma, há vida.”

Sobre a autora: Dílvia Ludvichak nasceu em Lages, um município de Santa Catarina, mas atualmente mora em São Paulo, onde trabalha há mais de vinte anos no mercado editorial. Formou-se em jornalismo, mas sua paixão é a literatura para crianças e jovens. Já lançou alguns livros e, conforme promete, muitos outros já estão em sua cabeça e em seu coração.

Sobre o ilustrador: Rogério Coelho é um paulista que mora atualmente em Curitiba. Desenha desde pequeno e fez da ilustrações uma companheira pelo resto da vida. Já ilustrou muitos livros e recebeu alguns prêmios, como o Altamente Recomendável, da FNLIJ, e o prêmio Jabuti.

Leia Mais



Paulo Câmara empossa 54 servidores na Fazenda

Profissionais aprovados em dois concursos públicos vão reforçar  
o efetivo da instituição, que não contratava há 20 anos
 
O quadro funcional da Secretaria da Fazenda recebeu, na manhã desta sexta-feira (29.04), um reforço de 54 novos servidores. Comandada pelo governador Paulo Câmara, a cerimônia de posse ocorreu no Auditório do Brum, no Centro de Convenções, em Olinda, na Região Metropolitana do Recife (RMR). Desse total, 50 vão exercer a função de Auditor Fiscal do Tesouro Estadual (AFTE) e os outros quatro atuarão como Julgador Administrativo Tributário (Jatte). Os novos funcionários do Estado foram selecionados em dois concursos públicos (em 2014 e em 2015) realizados pela instituição, que há 20 anos não contratava. Eles se juntam aos demais fazendários com a incumbência de otimizar o funcionamento do sistema tributário pernambucano.
Fotos: Wagner Ramos/SEI
Paulo - Fazenda
 
“Essa contratação é muito importante. Nesse momento, é fundamental dotarmos a Secretaria da Fazenda das condições necessárias para buscar ampliar serviços, focos e metas. Dessa forma, a instituição terá as ferramentas para julgar mais processos e oferecer segurança jurídica ao nosso trabalho”, pontuou Paulo. O gestor, que já esteve à frente da pasta, disse ainda que tem ciência do papel estratégico da Fazenda na administração do Estado. “A gente espera de vocês (empossados) um olhar atento, profissional e a busca por aproveitar as oportunidades”, completou.
 
A necessidade de renovação e de recomposição do corpo técnico da Fazenda pesaram para que o chefe do Executivo estadual convocasse os profissionais neste momento. De 2014 para cá, 58 auditores solicitaram aposentadoria. Atualmente, a pasta conta com 985 servidores do perfil. “Manter os serviços funcionando é a nossa meta”, ressaltou Paulo, reforçando que a população quer ser bem atendida e ter suas questões resolvidas. “Temos que procurar fazer mais com menos, se adequando ao momento e enxugando onde for possível. Temos que fazer a máquina funcionar melhor. Além disso, temos que fortalecer o braço da arrecadação, mas com muita justiça”, sublinhou.
 
Paulo Fazenda 2
Para o secretário da Fazenda, Márcio Stefanni, a chegada dos 54 novos servidores vai garantir um novo ânimo à instituição. Ele destacou que o ato se deve à determinação de Paulo Câmara em assegurar a contínua melhoria do serviço oferecido à população. “Esse ato só foi possível devido à coragem do nosso governador na busca por um serviço público de qualidade”, grifou. Márcio lembrou ainda que a última convocação da pasta aconteceu 1996, no Governo Miguel Arraes. Na época, a secretaria era comandada pelo ex-governador Eduardo Campos. “Eduardo foi um homem que dedicou a sua vida ao serviço público e nós temos que nos espelhar nele”, conclamou o secretário.
 
Natural de Santa Catarina, o auditor fiscal recém-empossado Deyvid Barbosa pontuou que a nomeação representa a coroação de um grande esforço. “Ainda não caiu a ficha porque foram anos de estudo, uma dedicação muito grande e eu nem acredito que estou aqui. Estou muito esperançoso e feliz com os novos desafios da minha carreira”, afirmou o catarinense. Antes de assumir suas funções, todos os empossados passarão por um treinamento, a partir de maio, de 60 dias.
 
Acompanharam o governador Paulo Câmara na cerimônia o secretário executivo de Administração Tributária, Oscar Vitor; o secretário executivo do Tesouro Estadual, Edilberto Xavier; o secretário executivo de Coordenação Institucional, Roberto Abreu; o presidente da Companhia Pernambucana de Gás (Copergás), Décio Padilha; além do corregedor do Tribunal Administrativo Tributário, Nilton Ribeiro; e do presidente do Sindicato do Grupo Ocupacional Administração Tributária do Estado de Pernambuco (Sindifisco-PE), Francelino Valença. 
 
 

 

Leia Mais



Sala do Empreendedor nos Bairros oferece atividades gratuitas na Várzea

Projeto itinerante acontece entre a próxima segunda (2) e sexta-feira (6)

Palestras, oficinas e minicursos gratuitos serão oferecidos para os empreendedores que possuem micro ou pequenas empresas e também para quem deseja abrir o próprio negócio, entre a próxima segunda (2) e sexta-feira (6). As atividades serão realizadas na Escola Lar Fabiano de Cristo, que fica na Avenida Afonso Olindense, 1946, Várzea – em frente à Praça da Várzea, no turno da noite.

A ação contemplará os moradores dos bairros da Várzea, Cidade Universitária, Torrões, Engenho do Meio, Zumbi e adjacências. Gestão financeira para micro e pequena empresa, formalização do empreendimento, marcas e patentes, educação financeira, atendimento ao cliente e administração competitiva serão algumas das temáticas abordadas durante a semana. O público também poderá ser atendido individualmente por um consultor do Sebrae.

A Sala do Empreendedor nos Bairros é promovida pela Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Desenvolvimento e Empreendedorismo, em parceria com o Sebrae e a Poupa Mais Brasil.

 

Confira a programação completa da Sala do Empreendedor nos Bairros – Várzea:

 

02/05 – das 18h30 às 21h

Credenciamento

Palestras de abertura

SALA 1 – QUERO ABRIR MINHA EMPRESA
Palestras – 19h às 21h

03/05 – Passo a Passo para Formalização
04/05 – INPI – Marcas e Patentes
05/05 – Educação Financeira (Módulo 01)
06/05 – Educação Financeira (Módulo 02)

SALA 2 – EMPREENDEDOR INDIVIDUAL
Oficinas – 18h às 22h

03/05 – SEI Vender
04/05 – SEI Controlar Meu Dinheiro
05/05 – SEI Planejar
06/05 – SEI Crescer
SALA 3 – MICRO E PEQUENA EMPRESA
Palestras – 19h às 22h

03/05 Marketing para o Sucesso Empresarial
04/05 Gestão Financeira para Micro e Pequena Empresa
05/05 Atendimento ao Cliente
06/05 Administração Competitiva
Serviço:

Sala do Empreendedor nos Bairros – Várzea

Escola Lar Fabiano de Cristo – Avenida Afonso Olindense, 1946, Várzea (em frente à Praça da Várzea)

Mais informações: 0800.281.3535

Leia Mais



Instituições do Sistema de Segurança da Ilha de Itamaracá criam comitê integrado

A partir de agora, serão realizadas sempre na segunda quinta-feira do mês, às 10h, na sede das Promotorias de Justiça de Itamaracá, reuniões do Comitê Integrado de Segurança Cidadã e Paz na Ilha de Itamaracá. Será no dia 12 de maio a próxima reunião do Comitê, que é formado por representantes do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), Poder Judiciário, Polícia Civil, Polícia Militar, Secretaria Municipal de Segurança Cidadã; Procuradoria Jurídica da Prefeitura de Itamaracá e Conselho Tutelar. Os dois primeiros temas elencados como prioridade para pauta de discussão foram poluição sonora e veículos ciclomotores.

Na reunião para tratar sobre a criação do Comitê, realizada no dia 14 de abril na 2ª Promotoria de Justiça de Itamaracá, as autoridades presentes se comprometeram a realizar uma operação padrão nos mesmos moldes de operação já conduzida na Ilha de Itamaracá para coibir poluição sonora. Essa operação contou com a participação da Polícia Civil, Militar e Secretaria de Segurança Cidadã. Os órgãos presentes à reunião estabeleceram os procedimentos de atuação de cada área envolvida durante a realização das operações.

A promotora de Justiça Rejane Strieder requisitou ao secretário de Segurança Cidadã de Itamaracá a notificação dos comerciantes da orla, estabelecendo prazo máximo de 30 dias para a regularização quanto ao uso de instrumentos sonoros. O secretário deve encaminhar relatório ao MPPE, no prazo de 30 dias, sobre as medidas adotadas.

A representante do MPPE também requisitou à Procuradoria Jurídica do município que se pronuncie, no prazo máximo de 15 dias, sobre a alternativa a ser utilizada pela gestão da Ilha de Itamaracá para o depósito dos bens apreendidos, especialmente veículos, seja através de convênio ou de depósito próprio.

Leia Mais