Paulista chama a atenção de instituições renomadas pelo uso da tecnologia no setor da Saúde

Considerado destaque entre os municípios pernambucanos que investem na informatização em saúde, Paulista, na Região Metropolitana, segue chamando a atenção pelo trabalho que vem realizando com o apoio da tecnologia. Ontem (14.03), pesquisadores do Hospital Albert Einstein e da Fundação Estatal Saúde da Família (FESF-SUS) da Bahia – instituições renomadas no País – estiveram reunidos com representantes da Secretaria Municipal de Saúde e tiveram a oportunidade de conhecer mais de perto o que está fazendo a diferença na cidade.

O município tem conseguido obter resultados positivos depois que passou a adotar tablets na rotina de trabalho de Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e Agentes de Combate às Endemias (ACE). Durante o encontro, que ocorreu no bairro de Santo Amaro, no Recife, gestores da Saúde do Paulista detalharam o funcionamento da ferramenta e explicaram como tem alcançado melhores indicadores. Dois ACS e outros dois ACE do município também participaram da reunião e falaram do grande potencial do equipamento. Eles ainda tiraram dúvidas sobre o seu uso.

Ao longo dos últimos três anos – período em que os ACS passaram a usar os tablets – a gestão municipal percebeu que o uso do dispositivo eletrônico dinamizou o trabalho dos agentes no dia a dia, o que possibilitou a ampliação da cobertura nas comunidades e ainda facilitou o planejamento das ações preventivas ou de controle já que os dados dos usuários podem ser acessados em tempo real. Essas iniciativas tem tornado Paulista uma referência não só para Pernambuco, mas para outros estados.

No caso dos ACE, o município conseguiu um grande diferencial de outras cidades. Enquanto as demais adotaram a ferramenta com foco nas arboviroses, Paulista adaptou o software à realidade local. Isso significa que além de registrar os casos de Dengue, Zika e Chikungunya, os agentes estão inserindo dados de outros serviços da Vigilância Ambiental, como o trabalho de análise da água e combate a escorpiões, roedores, por exemplo.

A secretária-executiva de Saúde do Paulista, Maria Clara Rodrigues, disse que o resultado do encontro foi positivo, principalmente, porque Paulista ganhou ainda mais evidência por se tratar de duas instituições renomadas no País. “Nossa reunião foi muito boa porque nossa gestão se torna vitrine para essas duas instituições importantes e consolidadas no setor. O melhor é que essa visibilidade que estamos tendo abre caminhos para futuras parcerias em vários quesitos, como na questão da formação dos servidores, na criação de programas estratégicos e até no incentivo à informatização”, ressaltou a gestora, que esteve acompanhada de vários profissionais da secretaria no encontro.

 

Foto: Divulgação / Prefeitura do Paulista

Imprensa Paulista

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Current ye@r *