Pena Alternativa contribui para prevenção à Covid-19 em unidade de saúde

Pena alternativa

A prestação de serviço é realizada  por dois cumpridores na Unidade Mista de Pontas de Pedra

A pena de prestação de serviço realizada por dois cumpridores  na Unidade Mista de Pontas de Pedra, em Goiana,  Região Metropolitana do Recife, contribue neste período  com  a prevenção da Covid-19.

Encaminhados pela Gerência de Penas Alternativas e Integração Social (Gepais), órgão da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), os cumpridores cuidam da limpeza interna e externa da instituição, do jardim e ainda realizam serviços gerais.

De acordo com a diretora da  unidade, Rosa Celina, eles dão uma ajuda significativa  nesse momento de Pandemia. “Reforçam a higienização da unidade, que atende uma média de 60 pessoas por dia com emergências, além de fazerem outros serviços, como de pedreiro. Quando  concluírem a pena poderão ser  aproveitados  nas atividades”, explica.

G.F. presta serviço aos domingos porque trabalha como pedreiro durante a semana. “Vou cumprir  a pena por dois anos, gosto daqui. Trabalho com máscara e os equipamentos necessários, e acho muito importante contribuir, nesse momento, para 

a prevenção da doença”. 

Atualmente,  as Centrais de Apoio às Medidas e Penas    Alternativas (Ceapa’s) atendem a 877 pessoas que cometeram pequenos delitos e cumprem pena de prestação de serviços no estado.

Segundo o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, a prestação de serviços configura a forma mais adequada e edificante de alternativa penal. É através dessa modalidade que o cumpridor efetivamente contribui para a comunidade em que está inserido e reflete sobre o delito cometido, configurando o sentido máximo da palavra ressocialização.  

 

Foto: Divulgação

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *