Pernambuco teve 335 homicídios em janeiro de 2020

sds1

No mesmo mês, as polícias pernambucanas prenderam 214 acusados de crimes contra a vida. Ainda em janeiro, os feminicídios apresentaram redução de 33,3%, enquanto os CVLIs de mulheres caíram 4,8%. 79 cidades não registraram mortes violentas

Nos 31 primeiros dias do ano, Pernambuco somou 335 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI). Esse número é 9,8% maior que o registrado em janeiro de 2019, quando 305 mortes foram contabilizadas. Apesar do aumento em relação ao ano passado, janeiro de 2020 teve o segundo mais baixo quantitativo de homicídios dos últimos cinco anos: houve 26% de declínio em relação aos 453 CVLIs de janeiro de 2018; 30% de queda em comparação aos 478 casos no mesmo mês de 2017 e 5,4% menos em confronto com os 354 assassinatos ocorridos no período correlato de 2016.

sds2

No janeiro passado, as forças de segurança pública do Estado fortaleceram sua atuação contra homicidas. Ao todo, 217 acusados acabaram presos no último mês pela prática de crimes contra a vida. Desse total, 80 foram capturados em flagrante delito e mais 137 por mandado de prisão expedido pela Justiça Estadual, após investigação conduzida pela Polícia Civil de Pernambuco. Dessa forma, pessoas que cometeram CVLIs no primeiro mês do ano já foram alcançadas pelo sistema de justiça criminal.      

O secretário de Defesa Social de Pernambuco lembra que a tendência de aumento já vinha ocorrendo em outros estados brasileiros desde o último trimestre de 2019, enquanto a sequência de reduções de Pernambuco teve interrupção só em 2020. “Temos a informação de que outros estados nordestinos tiveram aumento superior ao de Pernambuco nos índices de janeiro deste ano. Como o Ceará, em torno de 35%, e a Paraíba, com cerca de 23%. Mesmo nesse contexto nacional e regional, trabalhamos muito para que a longa série de 25 meses consecutivos de redução dos CVLIs, entre dezembro 2017 e dezembro de 2019, fosse ampliada. Não apenas porque essa sequência descendente motivava as forças de segurança na conquista de um feito já histórico na linha do tempo do Pacto pela Vida, mas porque estamos falando de vidas, de pessoas e famílias protegidas da violência”, pontua Antonio de Pádua.

O titular da SDS recorda as reduções em Pernambuco em todos os meses de 2019 e 2018, ano em que o Estado destacou-se nacionalmente como a unidade da federação com o maior recuo dos homicídios. “Após 25 diminuições consecutivas, o Estado saiu da casa das cinco centenas para a casa das duas centenas de homicídios por mês. Temos total ciência do desafio de obter, em 2020, com um cenário socioeconômico desfavorável, índices de violência inferiores aos registrados nos anos de 2012 e 2013. Nosso objetivo no enfrentamento à criminalidade continua audacioso e, para isso, fizemos ajustes operacionais, reforço nos pontos quentes e foco total na retirada de circulação daqueles que praticaram crimes, em especial envolvidos com o tráfico de drogas, motivação de grande parte das mortes em Pernambuco”, informa o secretário.

CVLI POR REGIÃO – No recorte estatístico por macrorregiões pernambucanas, a Zona da Mata somou 72 mortes, um aumento de 16,13%, em relação a 2019, que teve 62 homicídios. Já no Agreste, os CVLI tiveram um acréscimo de 12% (75 para 84 crimes), enquanto o Sertão e a Região Metropolitana (exceto a capital) registraram 8,82% (de 34 para 37) e 8,14% (de 86 para 93) a mais de crimes contra a vida. Na cidade do Recife, 49 mortes ocorreram no mês passado, contra 48 crimes em janeiro de 2019.

FEMINICÍDIOS CAEM EM MAIS DE 30% – No mês inicial de 2020, os feminicídios voltaram a reduzir em Pernambuco. Seis mulheres foram vítimas desse tipo de homicídio, praticado em razão da desigualdade de gênero. Isso representa uma retração de 33,3% em relação ao número de casos notificados no mesmo período do ano anterior, quando nove mulheres foram assassinadas com essa mesma motivação. Os CVLIs de mulheres seguiram a tendência, mas com uma queda menos acentuada: 20 casos no mês passado, contra 21 em janeiro de 2019 (- 4,8%) 

Quanto aos estupros, em janeiro de 2020 as delegacias de Pernambuco receberam 15,94% menos denúncias em relação ao primeiro mês de 2019. Se nesses 31 dias do ano anterior 207 vítimas prestaram queixa, no atual foram 174. O indicador apresentou declínio em todas as regiões do Estado, com mais ênfase no Sertão, onde a diferença atingiu -25% (de 40 para 30 ocorrências). A Zona da Mata evidenciou resultado semelhante, com -24,39%, ao sair de 41 para 31. No Agreste, o recuo foi de 12,82% (de 39 para 34), enquanto a Região Metropolitana teve -11,32%, pois houve decréscimo de 53 para 47. O Recife terminou o mês com 32 casos, dois abaixo dos de janeiro do ano precedente, o que representa -5,88%.

Seguindo uma tendência de aumento das denúncias de violência doméstica contra a mulher, o mês passado verificou alta de 8,88% nesse tipo de crime em Pernambuco. Se em janeiro de 2019 3.581 mulheres tinham formalizado boletim de ocorrência por ter sofrido esse tipo de crime, no mês correspondente de 2020 o total chegou a 3.899. A região na qual a curva ascendente se mostrou mais significativo foi a área metropolitana (excetuando-se o Recife), cujas notificações subiram de 863 para 990, ou seja, 14,72%.

Confira a lista dos 79 municípios sem CVLI em janeiro de 2020 (incluindo Fernando de Noronha):

Afogados da Ingazeira, Afrânio, Água Preta, Águas Belas, Alagoinha, Angelim, Araripina, Arcoverde, Barra de Guabiraba, Belém de Maria, Belém de São Francisco, Brejão, Brejinho, Buenos Aires, Cabrobó, Cachoeirinha, Camutanga, Capoeiras, Carnaubeira da Penha, Casinhas, Cedro, Fernando de Noronha, Floresta, Frei Miguelinho, Granito, Ibimirim, Iguaraci, Inajá, Ingazeira, Itacuruba, Itambé, Itapetim, Itapissuma, Jatobá, João Alfredo, Joaquim Nabuco, Jupi, Lagoa do Carro, Lagoa dos Gatos, Limoeiro, Manari, Maraial, Moreilândia, Nazaré da Mata, Orocó, Ouricuri, Palmeirinha, Pedra, Poção, Pombos, Quixaba, Sairé, Salgadinho, Saloá, Santa Cruz, Santa Cruz da Baixa Verde, Santa Cruz do Capibaribe, Santa Filomena, Santa Maria do Cambucá, Santa Terezinha, São Benedito do Sul, São Bento do Una, São José do Egito, Serrita, Solidão, Surubim, Tabira, Tacaratu, Terezinha, Terra Nova, Tracunhaém, Trindade, Triunfo, Tupanatinga, Tuparetama, Vertente do Lério, Vertentes.

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *