Renato e Seus Blue Caps

Camisa de rei não volta atrás

Por Lenivaldo Aragão – @lenivaldo­_aragao / www.blogdelenivaldoaragao.com.br

O cantor Renato Barros, do conjunto Renato & Seus Blue Caps, que acaba de nos deixar, desfilava pelo vestiário do Sport, com a camisa 9 do Leão. Era a mesma que o centroavante Dario havia vestido na sensacional vitória por 2 x 1 que o time da Ilha do Retiro acabara de conquistar sobre o poderoso Flamengo, no Maracanã. Jogo pelo Brasileiro de 1975. Ao vê-lo, o técnico Duque perguntou como tinha conseguido a camisa. A informação de que fora um presente do Peito de Aço não teve a menor importância para o treinador.  “Passe ela pra cá. O Sport ainda tem dois jogos pra fazer fora (Figueirense/SC e Confiança/SE) e não pode estar distribuindo camisa não”, disse Duque. Constrangido, Renato devolveu a vestimenta. Ao saber da novidade, Rei Dadá virou uma fera. Foi até o roupeiro e resgatou a lembrança que havia dado ao amigo. Folclórico – “Com Dadá em campo não há placar em branco” – Dario era uma diversão para o torcedor. Foi campeão pernambucano pelo Sport em 1975, e artilheiro do campeonato em 75 e 76, com 30 e 32 gols. Severino Victor, da Treme Terra, atribuía a Renato a autoria da música com que a orquestra entrava no estádio – “Chegando lá na Ilha do Retiro…” Porém, o cantor Leonardo Sullivan, assegura ser de sua lavra.

 
 
 
 
 
 

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *