VOLTA ÀS AULAS (PRESENCIAIS)

A Secretaria de Educação da Prefeitura do Recife disponibilizou um site para consulta pública, no sentido de colher sugestões de como deve ser à volta às aulas presenciais. Como eu já tinha algumas ideias há mais de dois meses, mandei-as para o prefeito, que já me agradeceu. Enviei-as também para uma professora e uma diretora de escola municipal que aprovaram. A estratégia é muito simples. Como o tempo de aula é de quatro horas, para que nenhuma criança fique tendo aulas em dias alternados, os alunos poderiam ser divididos em dois grupos, para diminuir o número de bancas nas salas e assim poder mantê-las na distância social adequada. Um grupo, ou seja, a metade dos alunos teria duas horas de aula e o outro as outras duas. Não haveria recreio. O primeiro grupo lancharia quando largasse e o segundo antes das aulas começarem para eles. Só não aprovou isso a minha netinha de cinco anos que disse não querer voltar à escola por causa do “Vírus”. Mas esse temor nós iremos trabalhando aos poucos para que ele se dissipe. Falando em escolinha, quem não se lembra da sua no tempo de infância? Uma música que fala bem disso foi gravada por Ataulfo Alves. Relembre-a pela interpretação do próprio, neste clipe que mostra a sua letra e as belas passagens do nosso passado, dando um clique no link abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=Yg-9xQ-ZlxM

Cláudio de Melo Silva – Psicólogo e Diretor Social da Associação Pernambucana de Servidores do Estado – APSE.

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *