HMA faz campanha virtual de higienização das mãos

Com o objetivo de fortalecer as boas práticas nos processos de qualidade e segurança do paciente, o Hospital Miguel Arraes (HMA/ FPMF), em Paulista, reforça, este mês, seu protocolo de Segurança do Paciente através da Campanha Interna de Higienização das Mãos. A ação tem início nesta quarta-feira, 5 de maio, Dia Mundial de Higienização das Mãos, e prossegue até 15 de maio, Dia Nacional de Controle da Infecção Hospitalar. Este ano, ainda em respeito às normas de Vigilância Sanitária por conta da pandemia da Covid-19, a campanha será realizada através de uma plataforma virtual. 

          Foram produzidos vídeos educativos pelo Núcleo de Segurança do Paciente (NSP), pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) e pelo Núcleo de Educação Permanente (NEP) do HMA, que serão disponibilizados na Plataforma Google Classrom, na Sala PEP Multiprofissional, além de um Quiz de perguntas e respostas sobre higiene das mãos. “Continuamos seguindo o protocolo de prevenção à transmissão intrahospitalar de Covid-19, que mantém o distanciamento social como uma das regras fundamentais para evitar o contágio da doença. Assim, através da nossa plataforma virtual, poderemos atingir o maior número de colaboradores”, explica Sandra Assis, gerente de Controle de Infecção Hospitalar. Os 90 colaboradores que responderem o Quiz com pontuações de maior valor receberão, de brinde, álcool em gel como forma de estimular a prática de higienizar as mãos.  

         A adequada higienização das mãos é fundamental para a prevenção das Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde (IRAS). A iniciativa ganhou maior destaque com a pandemia da Covid-19, uma vez que o simples gesto de lavar as mãos tornou-se essencial para evitar a contaminação. O que antes era prioridade dentro do ambiente hospitalar agora é regra também fora dele. Na assistência à saúde, a atenção especial para o ato de higienizar as mãos tem como principal objetivo a segurança e qualidade do cuidado com o paciente. Por isso, é necessário o profissional de saúde estar atento em cinco momentos: antes de tocar o paciente; antes da realização de procedimento limpo/asséptico; após o risco de exposição a fluidos corporais ou excreções; após tocar o paciente; e após tocar superfícies próximas ao paciente. 

         Algumas ações de reforço à higienização já foram iniciadas na unidade, com o apoio da direção do HMA/ FPMF. Houve aumento da oferta de preparação alcoólica em vários pontos de assistência e áreas comuns, lembretes para higiene das mãos no local de trabalho, e a realização de capacitações e treinamentos dos trabalhadores ligados à assistência ao paciente. 

ORIENTAÇÃO – Usuários do Hospital Miguel Arraes também serão orientados sobre a higienização das mãos. Profissionais do Serviço Social, com apoio da Gerência de Risco e CCIH, realizam nesta quarta (5) e sexta-feiras (7), a partir das 8h, palestras para pacientes egressos do Ambulatório, na recepção da Emergência. Serão discutidas a importância da higiene das mãos, principalmente neste período de pandemia, e as formas corretas de fazê-la.  

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *